Trabalhista

Pje Calc Cidadão: O guia definitivo para advogados Resumo

Tempo de leitura: 8 minutos

Baixe o bônus do CJ

E algumas petições de presente

30 Petições Previdenciárias usadas em casos reais que deram certo

Diga adeus aos PDFs, HTMLs e planilhas!

Ao que tudo indica, a partir de julho de 2020, o PJeCalc será obrigatório pra Cálculos Trabalhistas.

E eu sei como essa notícia dá um arrepio na espinha…

Tenho visto muitos advogados perdendo o sono só de imaginarem a mudança que isso vai causar na rotina deles.

Mas a verdade é que, gostando ou não, o Pje-Calc está vindo com tudo!

Por isso, você precisa estar preparado pra saber exatamente o que fazer quando ele chegar.

Pra te ajudar, corri pra preparar este post com um passo a passo super simples e intuitivo do uso do software.

Além disso, também disponibilizei pra você dicas valiosas e poucos conhecidas sobre o PJe-Calc…

Seguindo as orientações que te dou nesse post, eu garanto que você vai se tornar um expert no PJe-Calc, sem nem precisar fazer cursos!

E melhor ainda…

Vai sair na frente de muitos advogados que nem sabem direito o que é o software.

O que é o PJE CALC? É Obrigatório usar?

Entenda o que é o Pje Calc de uma vez por todas!

O PJeCalc é um software de cálculos criado pelo TRT8 pra padronizar a elaboração de cálculos trabalhistas em todos os tribunais.

Até então, o uso deste programa não era obrigatório, apesar de ter muito provimento interno de Tribunais dizendo o contrário.

Isso porque primeiro o Conselho Superior do Trabalho (CSJT) publicou no dia 06/06/2019 a Resolução nº 241, que alterou a Resolução nº 185/2017, e assim definiu:

“A partir de 01/01/2020, quaisquer cálculos, devem ser apresentados pelo PjeCalc, vedado o uso de PDF ou HTLM para essa finalidade.”

Com isso não faltaram reclamações ao CSJT, principalmente da OAB. E então, no dia 06/11/2019, o CSJT através da Resolução nº 249/2019 decidiu adiar por mais seis meses a obrigatoriedade do uso do Pje-Calc.

Agora, a nova redação do parágrafo 6º do artigo 22 da Resolução nº 185/2017 passa a ser desde então:

“A partir de 1º de julho de 2020, quaisquer cálculos deverão obrigatoriamente ser juntados em PDF e com o arquivo ‘pjc’ exportado pelo PJe-Calc”.

O objetivo da obrigatoriedade dessa plataforma foi padronizar a prática dos cálculos trabalhistas, em âmbito nacional, pra dar maior velocidade a liquidação de decisões trabalhistas, sejam de primeiro ou segundo grau.

Mas o que muita gente ainda não sabe é que existem 2 versões do PjeCalc:

  • PjeCalc Cidadão - Esta você pode usar! Versão off-line (desktop), executado na máquina do usuário e não exige conexão com a internet. É destinado a: advogados, peritos e o público externo em geral
  • PjeCalc Tribunais - Exclusiva dos tribunais. Versão on-line, corporativa (Tribunais), na qual o usuário usa o certificado digital pra acessar o sistema PJe-Calc. É destinado pro uso interno da Justiça do Trabalho, tais como magistrados e servidores.

Uma observação: as funcionalidades do PJe Calc utilizado nos Tribunais são as mesmas do PJe Calc Cidadão, o que facilita eventuais divergências nas fases de liquidação e execução entre usuários internos e externos.

Além disso, a versão PJeCalc Cidadão permite que o cálculo realizado se adeque às normas vigentes, gerando relatórios padronizados, não importa em que região do Brasil você atue.

Passo a passo prático da instalação do Pje Calc

Agora que você já sabe que existem duas versões, como advogado ou usuário externo, você deve baixar a versão do Pje-Calc Cidadão. Você vai ver que o acesso é bem tranquilo e 100% gratuito. Sem a necessidade de qualquer login ou o uso de certificado digital.

Em apenas 4 passos o programa estará pronto pra ser usado:

  • Baixar o instalador
  • Abrir e extrair o arquivo na área de trabalho
  • Baixar as tabelas atualizadas
  • Inserir as tabelas no programa

Passo 1 - Baixe o instalador

Para baixar o PJe-Calc é bem rapidinho. Basta clicar no link abaixo e fazer o download do programa no seu computador.

Download do PJCalc 2.5.5

Não se assuste com a extensão, a partir da versão 2.5.4 o instalador é um arquivo executável e que realiza a extração dos arquivos automaticamente.

Nas versões anteriores o arquivo era no formato .zip que precisava ser descompactado e salvo em uma pasta exclusiva do programa, agora não mais ;)

Observações: O programa só funciona em versões do Windows superiores a Windows 7. Mas provavelmente você não tem um windows tão antigo assim, até porque antes do Windows 7 os sistemas já perderam suporte de segurança do windows.

Passo 2 - Abra e extraía o arquivo na sua área de trabalho

Como agora tudo está mais fácil, o arquivo vai direto pra sua área de trabalho (o programa cria um atalho pra você).

Após encontrar o arquivo basta clicar duas vezes sobre o mesmo, selecionar o local em que o arquivo será extraído e clicar em extrair.

Vai aparecer essa telinha aqui…

Tela de Boas Vindas do Pje Calc

Depois de feita a extração, vá para a área de trabalho e clique no atalho do programa duas vezes pra abrir o software.

Demora um pouquinho, mas em alguns segundos abre essa telinha:

Tela inicial do Pje Calc

Tudo atualizado?

Verifique se a versão é a mais atualizada no canto superior direito, caso contrário você pode ter muita dor de cabeça com erros.

Se deu certo, vem comigo pro próximo passo.

Passo 3 - Baixe as tabelas atualizadas

Agora você vai baixar as tabelas com índices pra deixar seu sistema atualizado com os índices mais recentes!

Atenção, você deve buscar as Tabelas Auxiliares publicadas pelo TRT da sua região, caso contrário os feriados locais não serão aplicados e você vai ter que fazer manualmente.

Pra encontrar as tabelas eu sempre coloco no Google “Tabelas Auxiliares Pje Calc TRT X”. Assim, fica fácil encontrar a tabela da sua região.

Se não encontrar, lá no blog do Cálculo Jurídico fizemos uma listinha com os links de cada região que pode te ajudar. Basta clicar neste link pra acessar.

Depois que você encontrar o link da sua tabela, uma boa dica é clicar com o botão direito do mouse no link e depois selecionar “Salvar como…“. Isso vai permitir salvar o arquivo no local desejado de seu computador e facilitar encontrá-lo depois.

Tela para salvar as tabelas com os índices

Você deve realizar essa operação todo início de mês, assim que os arquivos forem disponibilizados.

Obs: Esse arquivo da tabela não precisa ser descompactado! Salve ele e mantenha como .zip

Passo 4 - Insira as tabelas atualizadas no programa

Acesse o sistema em seu computador e vá ao menu Tabelas -> Replicação de Dados

A tela abaixo será exibida.

Tela para inserir as tabelas atualizadas

Agora na tela de replicação, basta escolher o arquivo e selecionar o arquivo de tabelas baixado e clicar em importar.

Tela para selecionar os arquivos de tabelas

Pronto! Agora é só conferir se tudo tá funcionando direitinho!

Primeiro, você deve conferir se as tabelas estão atualizadas. Pra isso, é só clicar no botão Correção Monetária do programa e ver se os índices estão atualizados até o mês que você baixou.

No exemplo utilizado, o programa foi baixado em junho e ao inserir a tabela dessa competência (mês 06/2019), todos os índices são atualizados até essa junho de 2019.

Tela para conferir os dados

Essa é uma boa dica de como conferir se a importação da sua tabela deu certo ;)

Xii… deu bug? Vem ver como desinstalar e reinstalar!

Talvez você precise instalar outra versão do programa ou reinstalar a atual por algum bug.

Então, caso você já tenha o Pje-Calc na sua máquina e precisar de uma nova versão, você vai ter que desinstalar a anterior e fazer esse processo do início.

Ele não deixa de jeito nenhum ter duas versões na mesma máquina.

Eu sei que é chato e você perde os cálculos que estavam salvos, mas pra isso basta copiar a pasta “.dados” (local em que ficam armazenados os seus cálculos) do antigo programa.

Salvando os dados antigos (backup) antes de desinstalar

Tela para backup antes da desinstalação

Depois é só importar novamente pro sistema colocando dentro da pasta do programa (veja na imagem acima).

Desinstalação do PjeCalc: mais simples, impossível!

Não adianta só apagar a pastinha que mencionei ali acima, viu?!

Mas desinstalar você vai precisar fazer só 2 outras coisas:

  1. Garantir que o programa não está rodando
  2. Rodar o desinstalador (desinstalar.jar)

Passo 1 - Garanta que o programa não está rodando

Abra o “Gerenciador de Tarefas” (Ctrl+Alt+Del) e veja se o PJeCalc aparece na lista.

Se não aparecer, siga em frente.

Se aparecer, selecione o programa na lista e clique para encerrar.

Passo 2 - Rode o desinstalador

Encontre o arquivo desinstalar.jar dentro da pasta do programa e dê um clique duplo.

Vai abrir a janela do desinstalador:

Mensagem do desinstalador

Então é só avançar e selecionar a opção de “Forçar a remoção de C:\\…” pra excluir todas as pastas do programa do sistema.

Vai aparecer uma mensagem de “operação realizada com sucesso” e pronto! Desinstalado!

Conclusão

Com o PJeCalc obrigatório, os advogados trabalhistas terão que se adaptar mais do que nunca. O CJ já é conhecido por tornar os problemas complexos de cálculos em uma forma fácil, produtiva e que respeita o conhecimento dos advogados. Por isso, estamos projetando e desenvolvendo um programa maravilhoso de cálculos trabalhistas. E sabe o que é melhor?

Ele vai seguir seguir direitinho a Resolução 185! Estamos avançando na forma de integrar com o PJe-Calc e permitir que você tenha o melhor e mais produtivo sistema de cálculos trabalhistas que seja 100% compatível com as resoluções do TRT.

Quer a versão completa deste artigo com os principais pontos positivos e negativos do PJe-Calc? Clique aqui neste link e confira tudo sobre o PJe-Calc pra ficar mais confiante de que as mudanças não vão te atropelar!

Incrível este resumo né? Veja a versão completa deste conteúdo aqui.


Artigos relacionados

Deixe um comentário aqui embaixo, vou adorar saber o que você achou!