Como retirar o CNIS do seu cliente pelo novo portal do INSS (sem CADSENHA)
4.1 (81.18%) 17 votos

Como retirar o CNIS do seu cliente pelo novo portal do INSS (sem CADSENHA)

por | Direito Previdenciário | 53 Comentários

E ALGUMAS PETIÇÕES DE PRESENTE

30 Petições Previdenciárias usadas em casos reais que deram certo

Receber as petições

Hoje vou te mostrar como retirar o CNIS do seu cliente pelo novo portal do INSS – Meu INSS (sem CADSENHA) em 2 minutos.

Isso me lembra de quando eu ia no INSS retirar pessoalmente esses CNIS. Eu não sei como é aí na sua cidade, mas aqui em Curitiba ir no INSS é sempre algo chato e demorado.

Volta e meia eu ficava uma ou duas horas sem fazer nada, sentado, esperando aquelas senhas. Nossa! O tempo não passava e eu não podia fazer mais nada.

Já faz tempo que eu não faço isso, mas ainda via essa dor nas outras pessoas que faziam isso no escritório. Até porque alguém tem que fazer.

Bom… na verdade não mais! Pelo menos não para pegar às inúmeras páginas do CNIS.

Agora em janeiro, o INSS publicou um novo portal onde o segurado, e você, consegue retirar o CNIS sem precisar ir até o INSS (nem para fazer a CADSENHA, porque para fazer a CADSENHA, você também tinha que ir no INSS. Eu achava até pior)

Obs: O portal já está no ar em testes desde Dez de 2016. Já dava pra tirar CNIS desde então. Eu mesmo tirei meu CNIS em dezembro e foi muito tranquilo. (Mas ainda vou demorar pra me aposentar, hehe! 🙂 )

Chega dessa dor, vou te mostrar o passo a passo de como conseguir esse CNIS. E depois, como você pode usar esse mesmo CNIS para fazer a RMI bem rápido.

Quer todas as informações sobre cálculo de Tempo de Contribuição? Baixe grátis o 1º eBook sobre Tempo de Contribuição e não erra mais!

Passo a passo resumido

Para consultar o CNIS pela internet pelo portal Meu INSS, siga os passos a seguir:

  1. Acesse o portal Meu INSS (https://meu.inss.gov.br)
  2. Clique para fazer login
  3. Clique no botão “Cadastrar”
  4. Preencha os dados pessoais e em seguida responda as perguntas sobre as contribuições
  5. Guarde a senha provisória e faça login novamente com essa senha
  6. Cadastre uma nova senha e pronto!

Agora você já tem acesso a todas as informações sem precisar ir na agência.

A seguir eu explico cada um desses passos em detalhes e com imagens! Dê uma olhada:

Passo 1:

Antes de mais nada, seu cliente tem que fazer o cadastro no site https://meu.inss.gov.br/.

Se você clicar “em login”, ou clicar no símbolo de usuário no canto superior direito, vai aparecer uma página para você fazer login.

Como você ainda não cadastrou a senha, você deve clicar ali no botão “Cadastrar”.

Na tela que você chegou, essa aqui embaixo, você (ou o cliente) precisa preencher alguns dados para criar o login. Os dados são:

  • CPF
  • Nome
  • Data de nascimento
  • Nome da mãe
  • Estado (UF)

Em seguida, ele faz uma série de perguntas objetivas para você conseguir sua senha provisória. As perguntas variam de pessoa para pessoa, pra mim foram as seguintes:

Em qual das empresas a seguir você já trabalhou?

Você recebeu algum tipo de Benefício nos últimos 5 anos?

Sua última contribuição para a Previdência Social foi sobre qual salário?

Qual o ano de admissão no seu último emprego com carteira assinada?

Sua última contribuição foi paga no ano de:

No final ele gera uma senha provisória (Código de Acesso). Guarde essa senha.

Alternativa: Cadastro pelo telefone 135

Se você conseguiu sua senha provisória pelo método acima, pode pular para a próxima etapa (Passo 3).

Se você não conseguir na internet, por algum motivo, você pode ligar no número 135 (de qualquer telefone, apenas digite 135 e ligue), acessa com o número do CPF e escolhe a opção ‘validar código de acesso’.

Um atendente vai falar com o seu cliente (ou você). Ele vai fazer 5 perguntas e você tem que acertar 4 das 5. Por isso, é importante que o seu cliente mesmo ligue ou esteja perto de você nesse momento.

O atendente provavelmente escolhe algumas de várias questões que pode fazer sobre sua vida contributiva. O atendente faz a pergunta e fala algumas opções para você escolher uma. Depois que você responde a opção certa, ele parte para a próxima pergunta.

As perguntas são mais ou menos assim:

• Qual o ano do último vínculo empregatício?

• Qual o salário base da última contribuição?

• Se o vínculo era carteira assinada ou guia do inss

• Se a pessoa já recebeu algum benefício do INSS

• Qual o ano em que foi feita a última contribuição por carnê do inss?

As perguntas são bem específicas, mas eles falam as opções (múltipla escolha) e o atendente normalmente é compreensivo se a pessoa não lembrar de primeira.

Depois que você conseguir sua senha provisória pelo telefone, pode acessar o portal do Meu INSS e prosseguir para a próxima etapa.

Passo 3

Ao clicar para fazer login, você preenche seu CPF e senha provisória e vai aparecer a mensagem de senha expirada.

Mas é normal, era uma senha provisória mesmo. Clique em “ok” e você vai ser redirecionado para a página de redefinição de senha:

Entre novamente sua senha provisória no campo senha e depois preencha 2 vezes com sua nova senha.

Obs: A senha precisa ter maiúsculas, minúsculas, números, símbolos, e mais de 9 caracteres.

Com essa senha, você pode acessar sempre que quiser e tem acesso a tudo do site. Vale muito a pena. Agora é só retirar o CNIS. Aperte em IMPRIMIR, no canto inferior direito da tela.

Com esse CNIS, você consegue fazer o cálculo da RMI em apenas 20 segundos com o programa de cálculos previdenciários do Cálculo Jurídico.

Obs: Essa é a tela quando o usuário ainda não fez login. Se você clicar para tirar o extrato do CNIS e aparecer esta mensagem “Este extrato precisa de autenticação”, clique no canto superior direito para fazer login.

Como usar isso no meu dia a dia?

Não adianta somente saber o como retirar o CNIS pela internet. Para você ganhar tempo de verdade no seu escritório eu recomendo duas estratégias. (eu prefiro a segunda)

1- Você pode colocar um estagiário ou secretária para acompanhar seu cliente retirar o CNIS quando ele chega no seu escritório. Recomendo fazer isso antes mesmo de começar o atendimento.

2 – Mas melhor que isso, é mandar um email para o seu cliente antes do atendimento, com esse passo a passo de como retirar o CNIS pela internet, pedindo para ela vir com isso pronto ou te enviar o documento do CNIS por email. Se você conseguir criar um procedimento desse no seu escritório e você passar a conseguir os CNIS de forma rápida, para depois fazer o cálculo de forma mais rápida ainda, você vai ver um retorno de eficiência (e dinheiro) imediato!

A Marcela da Koetz Advocacia comenta neste vídeo como retirar o CNIS pelo portal e realizar rapidamente os cálculos pelo CJ mudou a rotina deles:

Quer todas as informações sobre cálculo de Tempo de Contribuição? Baixe grátis o 1º eBook sobre Tempo de Contribuição e não erra mais!

Artigos Relacionados

Decisão do Tema 810 – RE 870947

Vou te mostrar agora o que mudou com o julgamento do Tema 810 do STF, o impacto disto e o que você precisa colocar nas suas peças previdenciárias

O que é Carência no Previdenciário?

A maior parte dos advogados conta carência da forma errada, Então me esforcei pra explicar da forma mais simples possível o que é carência no previdenciário

Ei!?
O que você achou deste conteúdo? Conte pra mim aqui nos comentários ↓