Capa do Artigo Como tirar o extrato do FGTS: passo a passo do Cálculo Jurídico para Advogados

Como tirar o extrato do FGTS: passo a passo

Baixe o bônus do CJ

E uma petição do FGTS de presente

Petição para a ação de Revisão do FGTS. Receba um Modelo Editável por E-mail

Para tudo que você está fazendo e se liga na notícia bombástica:

Depois de muita espera, o julgamento do STF sobre a correção do FGTS voltou pra pauta!

É isso mesmo, o julgamento vai acontecer no dia 20/04/2023! 🥳

Tá chegando! Anota a data aí pra não esquecer!

E se tem uma coisa importante pra fazer antes do julgamento é ajuizar a ação de revisão do FGTS, pra fugir da temida modulação dos efeitos da decisão.

Pra isso, você já sabe que pode contar com o cálculo completinho no CJ.

Mas pra fazer o cálculo, você precisa de um documento super importante do cliente: o extrato do FGTS.

De tempos em tempos, a forma de conseguir o extrato muda, o que gera uma confusão danada.

Pra facilitar o seu atendimento, aqui está um passo a passo das duas formas de conseguir o extrato do FGTS.

Assim, você vai poder enviar este post pro seu cliente e agilizar a ação!

Ah, você ainda vai conhecer 5 ferramentas essenciais pra ter sucesso nas ações de revisão do FGTS.

Então, olha só o resuminho de tudo o que você vai ver aqui:

  • Como conseguir o extrato do FGTS?
  • Como solicitar o extrato do FGTS em uma agência da Caixa Econômica Federal?
  • Como tirar o extrato do FGTS pelo aplicativo?
  • O que fazer se não encontrar todos os extratos do FGTS no aplicativo?
  • Revisão do FGTS: 5 ferramentas que vão te ajudar
  • E muito mais!

Aliás, se você quer agarrar essa oportunidade com unhas e dentes, dá uma olhadinha nesse vídeo em que a Ana Paula mostra o passo a passo do cálculo de forma simples e completa:


Gostei, quero começar o teste agora

É hoje que você vai ficar com a faca e o queijo na mão pra ajuizar a ação e garantir seus honorários!

Vem comigo!

Como conseguir o extrato do FGTS?

Aposto que algum cliente já chegou desesperado no seu escritório porque não conseguia pegar o extrato do FGTS…

Todo mundo já passou por essa situação, por isso, essa é a pergunta do milhão!🌽

Afinal, o extrato é o documento mais importante pra ação de Revisão do FGTS.

Bom, pra você ter ideia do quanto o extrato é importante, sem ele, fica impossível fazer os cálculos, e aí é hora de dar tchau pra grana que a Revisão do FGTS pode trazer em honorários advocatícios. 😢

Mas relaxa que você vai descobrir agora como conseguir o documento.

Olha só, existem dois caminhos pra conseguir o extrato do FGTS:

  • solicitar presencialmente em uma agência da Caixa Econômica Federal
  • pegar o extrato pelo aplicativo do FGTS

Vem comigo entender como funciona cada um deles.

Como solicitar o extrato do FGTS em uma agência da Caixa Econômica Federal?

A primeira forma de conseguir o extrato do FGTS é solicitar presencialmente em uma agência da Caixa Econômica Federal.

É só o seu cliente ir até uma agência (com algum documento de identificação oficial com foto) e pedir os extratos dos períodos em que houve depósito do FGTS.

Mas você sabe que ir até o banco leva um tempão com aquelas filas imensas, né?

Então essa é a forma mais demorada e pode atrasar o ajuizamento da ação.

Tem um jeito muito mais rápido e prático, vem ver!

Como tirar o extrato do FGTS pelo aplicativo?

Pra escapar da fila do banco, eis a solução perfeita: tirar o extrato pelo aplicativo do FGTS.

Você vai ver que é bem mais fácil do que enfrentar horas e horas de fila e em questão de segundos o extrato tá na mão.

Esse passo a passo vai ser bem didático e intuitivo, pra você passar pro seu cliente e ele mesmo conseguir tirar, sem drama.

Ah, e se o cliente tiver alguma dificuldade com tecnologia, é só pedir pra ele ir ao escritório e você faz o passo a passo com ele ali, ao vivo.

Então bora conhecer o passo a passo de como pegar o extrato pelo aplicativo do FGTS.

Passo 1: Entrar no aplicativo do FGTS e fazer o login

A primeira coisa é baixar e entrar no aplicativo.

Ele pode ser encontrado na Apple Store (iPhone) ou na Google Play (demais aparelhos).

Aplicativo FGTS tela inicial

Depois de entrar no aplicativo, é só fazer o login com o CPF e a senha cadastrados na Caixa.

Se ainda não tiver cadastro de senha, é só clicar em “Cadastre-se” e seguir o passo a passo do próprio aplicativo.

Aplicativo FGTS Login

Aplicativo FGTS senha

Passo 2: Confirmar alguns dados

Depois de fazer o login, o aplicativo vai fazer várias perguntas pra confirmar a identidade da pessoa.

Podem ser perguntas como a cidade natal, nomes dos pais ou algo relacionado aos vínculos trabalhistas, por exemplo, data de admissão ou data de demissão de algum vínculo.

Por isso, é uma boa ideia ficar com a Carteira de Trabalho física ou a CTPS digital no jeito pra conseguir responder todas as questões.

Passo 3: Aceitar o Contrato de Prestação de Serviços ao Cidadão

Respondeu todas as perguntas pra confirmar a identidade?

Aí é só ler e aceitar o Contrato de Prestação de Serviços ao Cidadão.

Ao descer a página até o final, vai ter um item escrito “Li e concordo com as condições do serviço” pra você selecionar.

É só deixar na cor laranja, que significa que você aceitou o contrato pra usar as funções do aplicativo.

Aplicativo FGTS Contrato de prestação de serviços ao cidadão

Aplicativo FGTS Li e concordo com as condições do serviço

Passo 4: Acessar o ícone “Meu FGTS”

Agora você está dentro do aplicativo e logado na conta.

Logo na primeira tela vai aparecer algumas informações sobre o último depósito e algumas opções de funcionalidade do aplicativo.

Pra seguir pra página em que dá pra tirar os extratos, é só acessar o ícone “Meu FGTS” que está ao final da tela, no canto esquerdo.

Ele está destacado em vermelho na imagem, olha só:

Aplicativo FGTS página inicial

Passo 5: Clicar em “Ver Extrato”

Ao acessar o ícone “Meu FGTS”, vai abrir uma página com todas as informações sobre as contas do Fundo de Garantia.

Aí é só encontrar a conta do FGTS que você quer e clicar em “Ver Extrato”.

Está destacado em vermelho na imagem abaixo, pra facilitar:

Aplicativo FGTS Todas suas contas

Passo 6: Gerar extrato do FGTS em PDF

Depois de solicitar pra ver o extrato, vai aparecer na sua tela um extrato detalhado.

Aí é só clicar em “Gerar extrato PDF” pra conseguir o extrato no formato certinho que você vai precisar pra fazer o cálculo.

Também está destacado em vermelho na imagem abaixo, olha só:

Aplicativo FGTS Extrato detalhado

Passo 7: Exportar o Extrato do FGTS pra onde você quiser

Prontinho! O extrato do FGTS vai abrir completinho na sua tela e aí é só exportar ele pra onde quiser.

Dá pra enviar direto pra algum e-mail ou até pra algum contato no WhatsApp.

O ícone de exportar parece uma seta pra cima, olha só o destaque em vermelho:

Aplicativo FGTS exportar PDF

Dica: Pra poupar tempo, peça para o seu cliente enviar o extrato direto pra você pelo WhatsApp ou e-mail.

Viu só como o passo a passo é bem simples?

Você pode testar com o seu próprio extrato pra confirmar que dá certo mesmo!

E quando passar esse passo a passo pra um cliente, ele vai tirar de letra e conseguir o documento rapidinho!

Mas talvez tenha uma dúvida martelando na sua cabeça…

Ceci, e se, ao acessar o aplicativo, não encontrar todos os extratos do FGTS, o que eu faço?

Acertei?

Pode deixar que você já vai descobrir, vem comigo!

O que fazer se não encontrar todos os extratos do FGTS no aplicativo?

Bom, se no aplicativo não constar todos os extratos de vínculos empregatícios do seu cliente, é bem provável que ele tenha alguma irregularidade no cadastro do PIS.

Aliás, quando a data de inscrição no FGTS é bem antiga, é comum que o empregado tenha várias contas de FGTS diferentes, relacionadas a cada empregador que ele teve na vida.

Nesse caso, existem três situações que você pode verificar pra confirmar se existe algum erro no cadastro do seu cliente no FGTS:

Situação 1: Alteração no nome de casado/solteiro não comunicada à CEF

Aqui você precisa confirmar com o seu cliente se, em algum momento da vida, houve mudança de nome causada por uma alteração do estado civil (de solteiro pra casado e vice-versa).

Quando há alteração no nome, a maioria das pessoas não comunica essa alteração à Caixa Econômica Federal, por não saber que isso precisa ser feito.

O que acontece, então, é que a empresa onde a pessoa trabalha faz a transmissão do FGTS para o nome novo, cria uma nova conta de FGTS e um novo cadastro no PIS.

Isso porque, antes, não era obrigatório informar o número do CPF no cadastro do PIS e, por não considerar o CPF no cadastro, diversos números de PIS diferentes eram criados.

Situação 2: Dois ou mais números de PIS/NIT quando o empregado solicitou uma CTPS nova

Antes de mais nada, se liga nessa tabelinha com as diferenças dessa sopa de letrinhas - NIT, NIS, PIS e PASEP:

Sigla Significado Pra quem se destina
NIT Número de Identificação do Trabalhador Trabalhadores autônomos
NIS Número de Identificação Social Pra pessoas que ainda não têm PIS receberem programas sociais
PIS Programa de Integração Social Trabalhadores do Setor Privado
PASEP Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público Trabalhadores do Serviço Público

Bom, quando o Ministério do Trabalho substituiu a CTPS de papel pela CTPS de capa azul em material sintético, começou a criar um novo número de NIS/NIT sempre que essa troca de documento era feita.

Em caso de primeira CTPS, ela já constava esse número também.

Com isso, muitos empregadores usavam esse número de NIS/NIT demonstrado na CTPS pra envio das informações do FGTS.

Se o empregado já tinha um número de PIS antes, esse NIS/NIT era convertido em PIS e, com isso, o trabalhador ficava com 2 números de PIS ativos.

Situação 3: Dois ou mais números de PIS/NIT gerados por antigos empregadores (inconsistência cadastral)

Da mesma forma que acontecia com a troca de nome por mudança do estado civil, em muitos casos, essa duplicidade de PIS ocorria por inconsistência no cadastro do empregado, gerada pelo próprio empregador.

Ao ser admitido, caso a empresa errasse um único dado no cadastro (pode ser no nome do empregado, nome da mãe, CTPS, etc.), a probabilidade de gerar um novo PIS era enorme!

Bastava a empresa enviar a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) mensal com uma letrinha diferente no nome do empregado pra um novo número de PIS ser cadastrado.

Uma bagunça, não é mesmo?🥴

Mas uma pergunta deve estar na sua cabeça…

Ceci, e como identificar se existem dois números de PIS diferentes?

Vem cá que você já vai descobrir!

Como saber se existem dois números de PIS diferentes?

Bom, na verdade, só um atendente da Caixa Econômica Federal vai conseguir verificar e ajustar essas inconsistências pra você.

Mas dá pra investigar a documentação do seu cliente pra adiantar essa busca.

Aqui vão algumas dicas importantes que podem te ajudar nesse trabalho:

Dica 1: Converse com seu cliente

Veja se, por acaso, ele realizou a troca de nome de casado/solteiro em algum momento ou se a mãe dele fez essa troca (porque a inconsistência pode estar no cadastro do nome da mãe).

Pergunte também se ele já realizou a unificação dos números de PIS em algum momento, pois é bem comum que a pessoa já tenha feito essa unificação quando precisou usar o FGTS.

Dica 2: Peça os documentos que ele tiver desse vínculo que não tem extrato

Se existe algum vínculo empregatício específico que o cliente indicou pra você e que não existe extrato de FGTS no aplicativo nem presencialmente, peça todos os documentos que ele tiver referentes a esse antigo emprego.

Verifique o nome nos documentos. Repare se na CTPS e no TRCT (termo de rescisão) o nome do seu cliente e da mãe dele estão corretos.

Confira também o número do PIS nesses dois documentos.

Você pode comparar esses dados com os extratos que o cliente já conseguiu e ver se existe alguma diferença entre eles.

Talvez, ao buscar essa documentação, seu cliente até encontre o extrato de FGTS que o empregador entregou pra ele no momento da rescisão.

Aí você já vai ter o número da Conta de FGTS pra pedir o extrato na Caixa. 😉

Dica 3. Vá atrás do antigo empregador do seu cliente

Se depois dessas duas dicas:

  • você não conseguir identificar nenhuma inconsistência cadastral do seu cliente
  • os atendentes da CEF não encontrarem nenhuma outra conta no nome dele
  • não houver números de PIS diferentes na documentação

… ainda resta uma última alternativa: procurar o antigo empregador do seu cliente.

As empresas são obrigadas a guardar a documentação da GFIP por 30 anos.

Dessa forma, você vai saber quais foram os dados do seu cliente informados à CEF quando a empresa fez os depósitos.

Essa alternativa pode funcionar quando apenas alguns extratos não forem encontrados, o que é indicativo de inconsistência em uma determinada conta.

Em último caso, todas essas inconsistências podem ser resolvidas ao comparecer à Caixa Econômica Federal com a documentação necessária.

É bom levar o máximo de documentos e informações possíveis pra ajudar o atendente a procurar essas contas perdidas.

Uma boa dica é levar o título de eleitor, porque com ele dá pra validar o CPF do cliente no cadastro.

Se o seu cliente ainda estiver empregado, e o problema for na conta atual, a empresa mesmo deve fazer a retificação no SEFIP (Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) ou por RDT (Retificação de Dados do Trabalhador).

Depois de fazer a retificação, em alguns dias os extratos devem aparecer no próprio aplicativo do FGTS pra download. 🥳

Se estiver com pressa, dá pra pedir pro atendente entregar os extratos ali mesmo, na hora que fizer a retificação.

Prontinho! Agora você tem várias dicas pra investigar o sumiço dos extratos do seu cliente e unificar todos os cadastros que ele tiver no PIS.

Encontrou todos os extratos do seu cliente, mas não sabe o que fazer com eles?

Pode deixar que tem 5 ferramentas incríveis pra te ajudar na hora de ajuizar a ação de Revisão do FGTS.

Continue aqui comigo pra descobrir quais são elas…

Revisão do FGTS: 5 ferramentas que vão te ajudar

Se você acompanha o blog do CJ, já sabe que, aqui, você sempre sai com a faca e o queijo na mão pra poupar tempo e ter muito sucesso nas ações, não é mesmo?

E não poderia ser diferente com a ação pra revisão do FGTS.

Dá só uma espiadinha nas 5 ferramentas essenciais do CJ que vão te ajudar com essa ação:

  • importador de dados
  • cálculo completo em segundos
  • curso prático
  • treinamentos ao vivo com tira-dúvidas
  • modelo de petição inicial bem embasado e atual

Demais, né? 😍 Então bora conhecer de pertinho cada uma delas…

1. Importador de dados dentro do cálculo

Abriu o extrato do FGTS e já quer arrancar os cabelos só de pensar no tempo que você vai levar pra pegar todos os dados na hora de fazer o cálculo?

Eu te entendo…

Imagina ter que copiar e colar à mão valores desde 1999?

Daria um trabalhão e te faria perder um tempo precioso, que poderia ser usado pra prospectar novos clientes.

Mas pode relaxar que a solução pra esse problema já existe!

Aqui no Cálculo Jurídico tem uma forma muito simples, rápida e prática de pegar todos os dados necessários pro cálculo de uma só vez.

É isso mesmo, chega de copiar e colar dado por dado!

No programa tem duas opções pra você escolher como importar os valores, olha só:

  • Direto do extrato em PDF
  • Copiar e colar o texto

Importar FGTS

É super fácil e simples. O programa importa os dados direito do extrato do FGTS em questão de segundos!

Super prático, não é mesmo?

O melhor é que, na importação, o sistema já pega todos os créditos de Juros e Atualização Monetária (JAM).

Sabe aqueles valores de entrada que mais confundem do que ajudam na hora de fazer o cálculo?

Pois é, o CJ já desconsidera esses valores, não precisa nem se preocupar!

Mas ainda tem a cereja do bolo: o programa importa dados dos três tipos de extrato do FGTS.

Não importa se o extrato do seu cliente é o modelo I, II ou III: o CJ faz a importação.

Agora você só precisa testar e me contar como foi.

Com a ajuda do CJ, planilhas nunca mais! 😁

Ah, e além desse importador incrível, dá pra fazer o cálculo completinho também no programa.

Você vai descobrir tudo sobre ele já!

2. Cálculo completo da revisão do FGTS

Já imaginou conseguir calcular a revisão do FGTS em apenas 15 segundos?

Pensa no tanto de tempo que você vai poupar e poder usar pra fazer cálculos e ações pra outros clientes?

Pois é! Não é sonho, no programa do CJ você faz o cálculo completo em 15 segundos.

Aposto que você vai se surpreender com essa tecnologia que parece um passe de mágica! 🪄

Com o cálculo da revisão do FGTS no CJ você consegue revisar os índices de correção monetária aplicados no saldo da conta do FGTS do seu cliente e verificar um índice de correção mais favorável rapidinho!

Não precisa se preocupar com descapitalização dos juros, bases de cálculo e a diferença total acumulada entre os parâmetros.

O CJ cuida de tudo pra você. 🥰

E tem mais: um relatório super completo do cálculo com a metodologia pra você anexar na sua petição inicial.

Além de ser fácil e rápido calcular no CJ, você conta com tutoriais em vídeo, textos e ícones que mostram o passo a passo pra chegar no resultado.

Ah, e se tiver alguma dúvida na hora do cálculo, você ainda pode entrar em contato com o Suporte especializado do CJ em tempo real.

Mas as facilidades não param por aí não… Aliás, é só o começo! 🤩

3. Curso prático completo sobre a Revisão do FGTS

Você já sabe que a gente gosta de te deixar com tudo o que precisa pra ter sucesso nas ações…

Por esse motivo, o CJ preparou um curso prático e rápido sobre a Ação de Revisão do FGTS!

O curso tá super completo!

Além de dominar a revisão do FGTS com exemplos reais, você vai descobrir como usar essa ação como porta de entrada pra novos clientes.

São 3 aulas incríveis que abordam a revisão do FGTS de A a Z!

Ah, e ainda tem certificado, viu?

Mas se você está preocupado com as dúvidas que vão surgir e em como seria bom fazer perguntas em tempo real pra especialistas em revisão do FGTS…

Vem cá que tem mais uma boa notícia pra você!

4. Treinamentos ao vivo sobre a revisão do FGTS (com tira-dúvidas)

Sim, o CJ pensa em tudo!

Além do curso completo sobre a revisão do FGTS, você ainda pode assistir aos treinamentos ao vivo.

Afinal… quem sabe faz ao vivo, não é mesmo? 🤣

Nosso time de especialistas preparou treinamentos super completos pra você conhecer todos os detalhes da revisão do FGTS.

Além da parte teórica, o mais incrível é acompanhar casos práticos sendo resolvidos juntinho com você.

Ah, e tem ainda aquele momento tira-dúvidas em que você fica livre pra perguntar tudo o que quiser para o especialista.

Dá pra tirar todas as dúvidas sobre a revisão do FGTS ali na hora, ao vivo e a cores.

Quer participar? É só acessar a aba de cursos e treinamentos do CJ e se inscrever em quantos quiser.

Dá só uma olhadinha nos treinamentos ao vivo do CJ das próximas semanas.

E as facilidades não param por aqui não…

5. Modelo de petição atual e super bem embasado

O advogado que nunca gastou horas, às vezes, até dias no preparo de uma peça que atire a primeira pedra!

É super comum, né?

Preparar a petição de um caso completo do zero deixa a gente de cabelo em pé. 😩

Mas pra resolver esse problema, o CJ tem um modelo de petição para a revisão do FGTS grátis super bem embasado e atualizado.

O modelinho foi preparado pelo nosso time de especialistas e está super completo, tem até tópico sobre a prescrição, viu? 😎

Resumindo, no CJ você tem o combo completo da revisão do FGTS pra decolar com essa ação!

Fora que ainda tem o suporte super especializado, que pega na sua mão e te ajuda a esclarecer qualquer dúvida na hora dos cálculos.

Agora é só você começar a prospectar clientes, conseguir o extrato do FGTS e partir pros cálculos!

Conclusão

Não existe dúvida de que a revisão do FGTS é a ação do momento!

Com o julgamento marcado pra 20/04/2023, não se fala em outra coisa.

Não é pra menos, já que a prospecção de clientes é super fácil e o potencial de lucro é altíssimo para os advogados.

E agora você está mais do que preparado pra ajuizar a ação, não é mesmo?

Afinal, você viu aqui um guia super prático de como tirar o extrato do FGTS, que é o documento primordial da ação.

Também descobriu as duas formas de tirar o extrato e já sabe que a mais prática é pelo aplicativo do FGTS, em questão de segundos.

Além disso, agora você sabe onde encontra o melhor kit de ferramentas pra poupar tempo e ter muito sucesso (e honorários) com a revisão do FGTS.

Dá só uma olhada no resuminho do que você viu aqui:

  • Como conseguir o extrato do FGTS?
  • Como solicitar o extrato do FGTS em uma agência da Caixa Econômica Federal?
  • Como tirar o extrato do FGTS pelo aplicativo?
  • O que fazer se não encontrar todos os extratos do FGTS no aplicativo?
  • Revisão do FGTS: 5 ferramentas que vão te ajudar
  • E muito mais!

Agora é só colocar a mão na massa e fazer o cálculo da revisão do FGTS no CJ!

Depois, volta aqui e me conta o que achou! 😉

Ah, não esquece do modelinho de petição, heim?

Se ficou com alguma dúvida, é só deixar nos comentários, vou adorar bater um papo com você.

Até breve!

Fature mais com o Software de Cálculos mais prático

Poupe tempo com modelos de petições curados

+ Cursos e Ferramentas pra poupar seu tempo

Cálculo Jurídico - múltiplos serviços Descubra o CJ hoje

O CJ é o software de cálculos para advogados feito pensando em produtividade.
O CJ acaba com a dor de cabeça dos cálculos e te dá mais tempo para advogar e ganhar mais dinheiro. Faça hoje um teste com garantia de dinheiro de volta e comprove.

Artigos relacionados

Deixe um comentário aqui embaixo, vou adorar saber o que você achou!