Cível

Atualização de Débitos Judiciais: Como calcular no CJ?

Baixe o bônus do CJ

Acesse a calculadora grátis de atualização monetária.

Presente pra você!

Atualizar valores judiciais é assustador pra muitos advogados, inclusive já foi mim também.

Mas não dá pra fugir! Afinal, é isso que vai garantir pro seu cliente o valor correto.

Mas cuidado! Na atualização débitos judiciais a sua atenção deve ser redobrada por 3 simples motivos.

Um, os contadores do juízo vão aplicar o entendimento do juízo, o que, em 99% dos casos, não é favorável ao seu cliente.

Dois, um terceirizado não vai ter os mesmos cuidados que você com o caso do cliente.

E três, quanto mais tempo tramitar uma ação judicial, maior é o valor final que o seu cliente vai ter que pagar.

Não preciso dizer mais nada, não é mesmo?!

Então olha só o que eu separei nesse post pra te ajudar atualizar débitos com precisão, sem ajuda de ninguém:

  • O que é atualização de débitos judiciais?
  • Como atualizar qualquer débito judicial de forma rápida e segura!
  • Um Estudo de Caso com o passo a passo pra atualizar um Débito Judicial
  • Bônus: Modelos de Petição + Calculadoras Grátis

Viu só que demais? Depois de todo esse conhecimento, você vai estar prestes a assumir o protagonismo da atualização e garantir o melhor pro cliente.

E o melhor: fazer isso com tranquilidade e segurança!

Bora nessa?

Antes de tudo: o que é Atualização de Débitos Judiciais?

Se essa pergunta te dá um nó na cabeça, isso acaba aqui.

Bom, quando uma decisão judicial envolve valores e não uma obrigação de fazer e não fazer, o valor a ser quitado ao final do processo precisa ser atualizado, certo?

E só pra ficar mais claro:

  • Crédito é um valor que o autor (credor) da ação deve receber ao fim de um processo judicial
  • Débito judicial é uma dívida judicial

Ou seja, atualizar um débito judicial é repor o valor original do débito e, com isso, evitar que o devedor enriqueça às custas de um valor defasado.

Até aí tudo bem?

Ótimo! Dito isso, também é importante você ter em mente que a atualização monetária abrange:

  • correção monetária
  • juros de mora
  • dedução de valores
  • moeda e paridades
  • despesas processuais (honorários, custas, multas e etc)

Bom, agora que você já sabe que é atualização monetária de um débito judicial, o próximo passo é descobrir como e onde realizar essa tarefa com segurança. Vem ver!

A melhor ferramenta: O CJ apurar atualizar qualquer débito judicial pra você!

Não tem jeito! Atualizar um débito judicial é uma atividade quase diária na vida de um adv.

Por conta disso, eu preciso te apresentar a ferramenta ideal pra você começar a fazer atualização sem dores de cabeça.

Mas antes, deixa eu te lembrar que aqui não importa em que área você advoga (cível, tributária, trabalhista, penal, etc), viu?

Afinal, a atualização de débitos judiciais é útil pra todas as áreas!

Sendo assim, na hora de liquidar ações, estimar valor da causa ou atualizar qualquer débito e crédito judicial, lembre do segredinho que vou te contar agora:

Não hesite em usar a ferramenta que simplifica essa tarefa pra você: o cálculo de atualização de débitos judiciais do Cálculo Jurídico.

Isso porque existem, pelo menos, 7 vantagens de usar essa ferramenta.

São elas:

1. Multi funcionalidades:

  • lançamento de débitos
  • lançamento de créditos a deduzir
  • inclusão de custas processuais e outras despesas
  • cálculo de atualização monetária, juros moratórios, juros compensatórios
  • cálculo de multa com opções avançadas
  • cálculo da multa do art. 523 NCPC com opções avançadas
  • cálculo de honorários com opções avançadas (outras bases de incidência)
  • relatório completo do cálculo com detalhes da metodologia (arquivo PDF)

2. Índices e programa sempre atualizados

3. Extração do relatório com metodologia

4. Cálculos pra várias áreas do Direito em um só plano!

  • Obs: Além de calcular a atualização de débitos, no CJ você pode fazer cálculos de qualquer área disponível no programa e quantas vezes quiser.

5. Interface intuitiva e com Tours Guiados

6. Suporte técnico

7. Ferramentas Poderosas de Captação e Gestão de Clientes!

E não para por aí! Além de tudo isso, tem 2 facilidades do software CJ que vão fazer a diferença no seu dia a dia com cálculos:

  • Alterações sem Limites: Se você fez um cálculo mês passado e quer atualizar a data base pra hoje, por exemplo, não custa nada! É só trocar a data e o resultado é atualizado na hora!
  • Dispensa Instalação: É possível acessar o site e usar de onde quiser pelo seu navegador de internet, inclusive em computadores Mac e até no celular Android ou iPhone.

Ah, e a cereja do bolo: você nem precisa ser especialista em cálculos. A interface é tão simples que dá pra calcular com tranquilidade e confiança.

E tem mais! Você ainda conta com um time de Suporte online que responde todas as suas dúvidas sobre os cálculos no programa.

Viu como atualizar débitos judiciais pode ser molezinha com o CJ?

Pois é! E agora que já viu o caminho das pedras, vem comigo conhecer os macetes que podem ajudar na hora dos seus cálculos e também de impugnar os cálculos da parte contrária.

Eu garanto que vale a leitura de cada trechinho desse estudo de caso ;)

Estudo de Caso: Como Atualizar um Débito Judicial?

Cá entre nós, poucos sabem atualizar um débito judicial em pouco tempo e esforço.

Mas esse não vai ser o seu caso. Afinal, vou te mostrar também como esse cálculo é simples e prático de fazer no CJ e te ajudar a sair daqui expert na atualização.

Pra isso, separei um estudo de caso de Ação de Rescisão de Contrato de Aluguel que vai mudar sua forma de ver atualização. Olha só!

3 Passos para Atualizar um de Débito Judicial sem segredos!

Imagine que aparece no escritório um caso em que o réu foi condenado a pagar as despesas em atraso do imóvel, como: água, luz, condomínio e IPTU.

Bem comum, não é mesmo?!

De forma detalhada, o juiz estabeleceu que o réu, seu cliente, tem que pagar:

  • R$ 206.842,56 com correção monetária pelo IGPM, desde o vencimento de cada obrigação contratual até a data do efetivo pagamento
  • Juros de mora de 1% ao mês a partir do ajuizamento da ação ( março/20) até a data do efetivo pagamento
  • Multa do art. 523 do CPC sobre o valor da condenação corrigido + juros
  • Honorários advocatícios de 10% sobre o valor da condenação corrigido + juros

Bom, os cálculos da contadoria já estão prontos e você precisa impugnar e atualizar.

Confere comigo o passo a passo! É bem rapidinho.

Passo 1 - Editar as configurações Iniciais

Bom, eu já cadastrei o cliente dentro do CJ e, pra começar a calcular, selecionei o cálculo de Atualização de Débitos Judiciais.

Nessa primeira parte, chamada de Configurações Iniciais, a gente só precisa inserir as informações certinhas que constam na sentença.

Acompanhe comigo nas imagens:

Como atualizar valores judiciais

Observe que o termo final é a data para qual eu desejo atualizar o valor do débito, que neste caso é igual a data dos cálculos da contadoria.

Afinal, para comparar os cálculos, eu preciso trazer cada um deles para a mesma data.

No mais, é tudo super tranquilo. Lembre de selecionar:

  • Correção monetária pelo IGPM
  • Juros de mora de 1% ao mês a partir do ajuizamento da ação (10/03/2020)

Depois disso, é só configurar a multa do 523 e os honorários advocatícios.

É bem fácil também, veja:

A multa do 523, do CPC, eu só configurei conforme o comando da sentença, além de incluir na sua base de cálculo os juros de mora.

Isso porque foi descrito no estudo de caso “Multa do art. 523 do CPC sobre o valor da condenação corrigido + juros”.

Como atualizar o valor da causa


A seguir, eu parti pra configuração dos honorários sucumbenciais que, da mesma forma que a multa do 523, foi estipulado sobre o valor da condenação corrigido + juros.

como calcular valor atualizado da causa

Tudo certo, aí?

Ótimo! Então vamos seguir para a etapa que eu mais gosto, a da importação dos valores.

Passo 2 - Importar Débitos e Créditos

Nessa etapa, a gente precisa incluir os valores devidos (Débitos) e valores que foram recebidos (Créditos).

calcular juros e correção monetária judicial

Mas tem um detalhe. No nosso estudo de caso estudo, não houve nenhum depósito judicial pra deduzir nesta conta.

Assim, aqui não há lançamentos em créditos, combinado?.

Com isso, agora é hora de partir para o lançamento dos débitos.

Veja que, na parte de débitos, existem duas opções para inserir as informações:

  • Manual

atualizar valores judiciais

  • Importação

calcular valor da causa

Para o nosso caso, eu vou usar a opção de importar débitos. Afinal, além de prática, com ela eu consigo lançar todas as parcelas em segundos.

Como funciona isso, Ana Paula?

É bem simples, olha só.

Em um outro documento eu separo todas as parcelas com seus respectivos vencimentos e valores, de acordo com a orientação do importador (data, valor e descrição).

Ou seja, desse jeitinho aqui:

atualização de valores judiciais

Depois é só copiar, colar e pronto, já tenho todos os débitos lançados de uma só vez.

Por fim, é só salvar o cálculo porque ele já está finalizado.

Passo 3 - Obter o Resultado

Viu como é tranquilo e prático de fazer o cálculo de atualização de débitos judiciais?

Ah, e olha só que legal.

Já na apresentação do resultado consolidado, é possível visualizar o valor devido de cada item.

Atualização de Débitos Judiciais/Atualização Monetária

Não é demais?!

Bom, e agora que a gente faz o cálculo certinho, vai ser molezinha identificar os pontos a impugnar. Vamos lá?

Impugnação ao Cálculo da Contadoria: encontrando o erro!

É muito comum ver erros nos cálculos da contadoria, em especial quando o assunto é base de cálculo da multa do art. 523 do CPC.

Por isso, redobre sua atenção na hora deste cálculo, viu?

Afinal, a depender da inclusão (ou não) da multa cominatória na base de cálculo dos honorários advocatícios, o seu cliente pode vir a pagar caro.

Quer ver isso na prática?

Então observe comigo o que a contadoria fez pra apurar a Multa do 523 e, ao lado, o que ela deveria ter feito e que você vai impugnar!

Tabela Débitos Judiciais

Perceba que, ao incluir a multa moratória do 523 na base de cálculos dos honorários, a Contadoria apurou um valor total a pagar de R$ 305.340,84.

Acontece que a base de cálculo da multa e dos honorários advocatícios do art. 523 do CPC/2015 (multa pelo atraso no pagamento) é a mesma, como na primeira opção (A).

Inclusive isso já é um entendimento certo e batido martelo pelo STJ hein!

Ambos incidem sobre o débito principal, acrescido das custas processuais, se houver, sem a inclusão da multa de 10% (dez por cento) pelo descumprimento da obrigação dentro do prazo legal (art. 523, § 1º, do CPC/2015), combinado?

Que sorte esse cliente teve em te contratar, hein!

Afinal, pelos cálculos que a gente realizou no CJ o valor total é de R$ 302.817,37

Só esse ponto gera uma economia de mais R$ 2.523,47 ao cliente. Olha que demais!

Ah, e se você quiser uma forcinha nessa fundamentação, é só dar uma conferida no artigo completo sobre Atualização de Débitos aqui no Blog do CJ.

Mas bom, pra concluir o cálculo, basta exportar o relatório e anexar na ação.

Nele você encontra toda a metodologia do cálculo detalhada e só vai precisar mesmo fundamentar as questões de direito. Incrível, não é mesmo?

Além de livrar o seu cliente de um baita prejuízo, você ainda fez isso com tranquilidade e facilidade com a ajudinha do CJ.

Conclusão do Estudo de Caso

Cá entre nós, ficou claro que, a depender do jeito que o cálculo é feito, o impacto no bolso do cliente pode ser gigante, não é verdade?!

Então me diz: depois dessa você ainda vai confiar 100% no cálculo da contadoria ou de um terceiro?

Pois é… Garanto que agora você não vai aceitar o resultado de olhos fechados.

Afinal, agora sabe que dominar o cálculo de atualização de débitos judiciais pode influenciar muito no valor a pagar de uma ação.

E mais! Percebeu que conseguir atualizar um débito é uma forma de demonstrar ao cliente que, várias vezes, compensa realizar um acordo antes da execução.

Isso porque, no nosso caso prático, você viu que 16% do valor final representa só juros a pagar, fora as aplicações da multa do 523 que podem ser evitadas, como mostra a imagem abaixo.

Cálculo de valores Judiciais

Passo a passo é muito bom, não é mesmo?!

Já dá até pra salvar nos favoritos pra toda vez que você precisar atualizar qualquer débito judicial ;)

E se quiser deixar todo esse conhecimento ainda mais visual, dá uma olhadinha nesse vídeo:


Ah, e como aqui no CJ o que a gente quer é oferecer toda a facilidade possível pro seu dia a dia, olha só o bônus que vêm aí…

Bônus: Calculadoras + Modelos de Petições

Sabe aqueles momentos que você só precisa dar uma atualizada rápida no cálculo do cliente?

Aquela coisa bem simples mesmo, sem multa, sem honorários e outros detalhes.

Então, o CJ desenvolveu diversas calculadoras gratuitas que podem ter ajudar muito durante uma audiência e até mesmo na hora da entrevista com o cliente.

Eu separei duas ligadas à atualização de débitos pra te apresentar e mais uma outra surpresinha que eu, particularmente, adoro: o banco de petições.

Vem ver cada uma delas.

Calculadora de Atualização Monetária

A calculadora de atualização monetária é uma mão na roda, viu?

Em especial, quando o cliente liga e que saber em quanto já tá o valor da condenação do processo, por exemplo.

E olha, ela é bem simples de usar…

Basta selecionar:

  • o índice de correção monetária que você deseja aplicar
  • o valor a corrigir
  • a partir de quando data a correção começa a fluir (termo inicial)
  • a data para qual você deseja que esse valor seja atualizado (termo final).

Eu uso demais e tenho certeza que agora você não vai mais abrir mão dela também!

Por falar nisso, aproveita e me conta aí nos comentários que tipos de calculadoras rápidas assim te ajudariam no dia a dia.

Aliás, ainda não acabou não. Tem mais calculadora gratuita pra simplificar sua rotina jurídica.

Calculadora de Juros Simples e Composto

Quer descobrir que tipo de juros estão sendo aplicados?

É pra já!

Com a calculadora de juros e equivalência de taxas você consegue descobrir uma série de erros que, muitas vezes , passam batidos.

É por isso que eu sempre consulto essa calculadora e imagino que você também vai querer dar aquela conferidinha todas as vezes.

Gostou? Então você vai adorar essa outras funcionalidade que o CJ preparou pra facilitar a sua rotina. .

Olha só.

Modelos de Petições

Você sabia que o CJ disponibiliza mais de 100 modelos de petições exclusivas e preparadas por especialistas?!

Pra parte de atualização de débitos, por exemplo, tem petições de:

  • Modelo de Pedido de Parcelamento do Valor Executado - art. 916 CPC
  • Modelo de Pedido de Parcelamento de Custas - art. 98,§6º CPC

E muito mais!

E sabe o que é melhor? Você tem acesso aos modelos de todas as áreas, entre elas:

  • Cível
  • Tributária
  • Trabalhista
  • Penal
  • Previdenciária

É só acessar a aba “Materiais” do programa e pronto: poupar tempo não só com os cálculos, mas também com a fundamentação dos seus casos.

Ufa, é muita coisa, não é mesmo?!!

Então aproveite o momento e faça um teste com garantia de 15 dias de dinheiro de volta.

Ah, e se você já experimentou e sentiu falta de algo, por favor, não deixe de comentar comigo hein!

Conclusão, e mão na massa!

Você acabou de descobrir que fugir da atualização de débitos não é uma opção mais!

Afinal, você coloca em risco o direito do cliente!

Mas viu também que atualizar valores judiciais pode ser muito mais simples do que você imagina.

Afinal, pra isso, pode contar com o CJ, um programa que te permite fazer um cálculo de atualização em minutos e extrair relatórios prontinhos pra anexar ao processo.

Um programa que, além de oferecer cálculos pra várias áreas, também disponibiliza diversas outras ferramentas como: modelos de petições, cursos, calculadoras gratuitas e muito mais.

Mas não parou por aí! Você também entendeu direitinho:

  • o que é atualização de um débito judicial
  • em que áreas do direito você precisa desse cálculo
  • o passo a passo de como atualizar
  • muito mais.

Com tudo isso, agora é só aproveitar as facilidades que o CJ oferece e pronto: ficar super confiante pra realizar os cálculos de Atualização de Débitos Judiciais.

Bom, vou ficando por aqui, mas aproveita e comenta se gostou deste post. Vou adorar saber o que você achou.

Faça cálculos precisos em minutos

Assista cursos exclusivos

Acesse dezenas de modelos de petições
Cálculo Jurídico - múltiplos serviços Experimente o CJ

O CJ é o software de cálculos para advogados feito pensando em produtividade.
O CJ acaba com a dor de cabeça dos cálculos e te dá mais tempo para advogar e ganhar mais dinheiro. Faça hoje um teste com garantia de dinheiro de volta e comprove.

Artigos relacionados

Deixe um comentário aqui embaixo, vou adorar saber o que você achou!