Busque por mês Valor
{{ result.valueFormatted }}% 
Acumulado 12 meses até {{ input.monthstr }} Acumulado de {{ input.monthstr }} até mês passado {{ lastMonth }}
{{ value12MonthsPriorFormatted | d5 }}% 
{{ valueAcumulatedUntilNowFormatted | d5 }}% 
---

Você advoga e deseja atualizar débitos judiciais grátis? Veja isto!

Histórico de valores {{ indexShortName }}

Data Valor
{{ index.date }} {{ index.valueFormatted }}%

Mostrando últimos {{ historicalData.length }} pontos. Para ver toda a série histórica disponível, clique aqui:

Mostrando os últimos {{ historicalData.length }} pontos. Ver tudo


Obs: Quer atualizar débitos rapidamente? Veja esta ferramenta grátis: atualizar débitos judiciais

Já conhece a calculadora do CJ de Atualização de Débitos Judiciais?

Veja esta calculadora grátis de atualização de débitos judiciais prática e rápida

Calculadora Grátis
Cálculo de Atualização de Débitos Judiciais

Se quiser saber tudo sobre atualização de débitos judiciais, veja este artigo prático.

Atualização de Débitos Judiciais

A Tabela IPCA do CJ é a sua melhor amiga na hora de pesquisar os índices pros cálculos.

Na advocacia, é muito comum precisar dessas informações pra calcular a atualização monetária e os juros.

Afinal, alguns clientes sofrem com juros abusivos e têm direito à revisão dos contratos. Além disso, as ações previdenciárias aplicam o IPCA em alguns períodos.

Por esse motivo, é muito importante encontrar os dados de uma forma rápida e confiável e a tabela do CJ ajuda demais nessas horas!

Ninguém merece pesquisar os índices em planilhas ou em PDFs gigantes, com letras super pequenas, não é mesmo? Além de ser muito demorado, as chances de erros são enormes!

Ainda bem que isso não vai mais acontecer com você, já que a Tabela IPCA do CJ deixa esses problemas lá no passado! 😍

Com essa ferramenta, nem aquele cálculo de atualização de débitos judiciais vai preocupar mais sua equipe.

E pra ficar ainda melhor, agora você vai conferir dicas preciosas sobre o índice pra aumentar a produtividade do seu escritório!

Dá só uma olhadinha no que você vai descobrir aqui:

  • Qual é o histórico do IPCA nos últimos 5 anos?
  • O que é o IPCA?
  • Como é calculado o IPCA?
  • Qual a importância do IPCA?

Depois de usar a ferramenta, junto com todas essas informações, seus cálculos vão ficar mais rápidos e seus resultados muito mais eficientes. ✅

Não deixe de colocar tudo o que aprender aqui em prática, inclusive na hora de checar se os juros dos contratos de financiamentos do seu cliente estão certos.

Então chega de conversa e bora lá dominar esse assunto!

Tabela IPCA

Com a Tabela IPCA do CJ, todas as informações que você precisa estão num só lugar de um jeito muito fácil de usar!

Se você quer descobrir o valor do IPCA em um mês específico, é só informar a data no campo “Busque por mês” e pronto.

A Tabela IPCA do CJ mostra na hora o valor do:

  • índice daquele período
  • acumulado de 12 meses
  • acumulado da data informada até o mês anterior à sua pesquisa

Todos esses dados são muito úteis na hora de calcular a atualização monetária e descobrir as taxas de juros nos períodos.

Até pras causas previdenciárias é importante. Afinal, antes da Emenda Constitucional nº 113/2021, o IPCA era usado pra corrigir os valores nessas ações, como o STF já decidiu no Tema nº 810.

E, em alguns processos, os débitos judiciais também têm que ser atualizados com esse índice!

Por esse motivo, a Tabela IPCA do CJ é uma mão na roda e deixa tudo mais rápido. Dá pra ver a diferença na prática. ✅

Olha só esse exemplo:

Imagine que a Dona Mariana te procura pra saber se tem direito a uma revisão de contrato. Só que, pra calcular o valor, você precisa do IPCA do mês de março de 2019.

Com a ferramenta, você descobre na hora:

Índice IPCA em março de 2019

Ah! E ainda tem um gráfico pra você usar nas suas petições! Olha só:

Qual o índice IPCA em março de 2019?

Agora, em um outro exemplo, imagine que, pra calcular os juros do financiamento do Sr. Danilo, você precisa saber o valor do IPCA em maio de 2021.

Com a Tabela do CJ, fica fácil:

Índice IPCA em maio de 2021

Muito show, né? 😄

E com o “Histórico de valores”, você ainda tem todos os índices desde 1980, quando o IPCA foi criado.

Pra você ver como é fácil encontrar as informações, bora conferir as tabelas de IPCA dos últimos 5 anos!

IPCA 2023

Até agora (maio de 2023), o IPCA apresentou 4 índices: 0,53% em janeiro, 0,84% em fevereiro, 0,71% em março e 0,61% em abril.

Olha como está a tabela:

Índice IPCA em abril de 2023

IPCA 2022

Já em 2022, houve muita variação no índice do IPCA, com uma máxima de 1,62% em março e uma mínima de -0,68% em julho.

A tabela ficou assim:

Índice IPCA em 2022

IPCA 2021

Em 2021, a oscilação foi um pouco menor, com máxima de 1,25% em outubro e mínima de 0,25% em janeiro.

Olha só como ficou a tabela:

Índice IPCA em 2021

IPCA 2020

No ano de 2020, também aconteceu uma variação negativa, com o IPCA mais baixo no mês de maio, em -0,38%. A máxima foi em dezembro, com 1,35%.

Confira a tabela:

Índice IPCA em 2020

IPCA 2019

Em 2019, a máxima foi de 1,15% no mês de dezembro e a mínima de -0,04% em setembro.

Olha só como ficou a tabela:

Índice IPCA em 2019

Excelente ter todas essas informações à disposição, né?

Mas aí você pensa: E se eu quiser saber o IPCA de outras datas, antes desses 5 anos?

É só conferir o “Histórico de Valores IPCA” na Tabela do CJ! Lá você encontra os dados do índice desde a sua criação, em janeiro de 1980.

Se liga no exemplo!

Imagine que você quer calcular uma atualização de valores a receber pra Dona Joana, sua cliente.

Pra isso, precisa dos dados lá do ano de 1980.

Difícil encontrar essa informação? Não com a Tabela IPCA do CJ! 😉

É só você ir até o “Histórico de valores IPCA” e descer até o ano desejado pra ver todos os índices ou fazer uma busca na página por “1980”!

Dá só uma olhada:

Índice IPCA em 1980

E não se esqueça de que você ainda pode conferir os índices de cada mês! É só informar o período desejado no campo “Busque por mês”.

Espia esse outro exemplo:

No atendimento do Sr. Valdir, você descobre que, no contrato bancário assinado por ele em 2014, foi aplicado o índice errado de juros, e o correto seria o IPCA.

Então, pros cálculos de revisão, você pesquisa as informações sobre o mês de outubro de 2014, além do acumulado de 12 meses até aquela data.

Com a Tabela IPCA do CJ, o resultado sai na hora:

Índice IPCA em outubro de 2014

Sensacional, né?

E já que você tem uma ferramenta dessas pra usar no seu escritório, nada melhor do que algumas dicas práticas sobre o tema.

Chegou a hora de dominar informações valiosas sobre o IPCA. Vem comigo! 😎

O que é IPCA?

A maioria das pessoas não sabe o que é o IPCA. Então, se você consegue explicar isso de forma didática, ganha muitos pontos com o cliente!

Pra começo de conversa, IPCA significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo.

Esse índice é calculado pelo IBGE todo mês e divulgado na primeira quinzena.

A referência é sempre o mês anterior. Assim, em julho de 2022, saiu o IPCA de junho de 2022, por exemplo.

Desde o início dos anos 2000, o BACEN (Banco Central) utiliza o IPCA como o medidor oficial da inflação.

Além do BACEN, ele também é usado pelo:

  • CMN (Conselho Monetário Nacional)
  • COPOM (Comitê de Política Monetária), como uma das balizas da taxa básica de juros, a SELIC.

Ele é muito conhecido como o índice da inflação.

Isso porque é uma taxa que mede a mudança dos preços de alguns produtos e serviços consumidos pelos brasileiros dentro do mês.

O IPCA tem o objetivo de medir a variação dos gastos e do custo de vida das famílias com renda mensal entre 1 e 40 salários mínimos.

Com base na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), o IBGE define a lista de produtos e serviços usados no cálculo do IPCA, como:

  • Arroz
  • Feijão
  • Material escolar
  • Cortes de carnes
  • Despesas médicas
  • Despesas com transporte (como passagens de ônibus e combustíveis)
  • Aluguel

Ou seja, as despesas mais comuns das famílias brasileiras. Essa lista muda conforme a realidade de consumo de cada época.

Por exemplo, arroz, feijão, leite, transporte, serviços médicos e carnes sempre estiveram presentes.

Já assinaturas de jornais impressos, que antes faziam parte da lista, deram lugar a plataformas de streaming e gastos com pets.

Ah! Os produtos e serviços ainda têm um peso diferente no cálculo, viu?

Os alimentos, por exemplo, têm um peso maior pro IPCA. Afinal, eles são a base do consumo.

Já os gastos com plataformas de streaming, que entraram faz pouco tempo na lista, têm um peso menor.

Também é importante saber que, apesar do IPCA ser considerado a taxa oficial da inflação, existem outros índices que medem a variação de preços, como o IGP-M e o INPC!

Prontinho! Agora que você já descobriu o que é o índice, chegou a hora de ver como ele é calculado.

Esse cálculo do IPCA não é dos mais simples, porque medir a inflação no Brasil é um grande desafio! 😂

Mas vale a pena pelo menos saber como é a fórmula e o raciocínio por trás do resultado.

Como é calculado o IPCA?

O IBGE calcula o IPCA em etapas, realizadas todos os meses.

A 1ª parte é a pesquisa de preços em:

  • comércios
  • residências
  • prestadores de serviços
  • serviços públicos

Essa pesquisa é concentrada nas regiões das grandes cidades do Brasil, com cerca de 400 mil preços e 30 mil estabelecimentos.

A importância de cada tipo de produto ou serviço é diferente, o que influencia no peso na hora do cálculo (como você acabou de ver).

Isso pode parecer até complicado, mas faz muito sentido, já que a mudança de preço de um produto considerado de lazer costuma ter um peso menor que os alimentos, por exemplo.

Olha só como é feito o cálculo do IPCA em relação ao peso de cada um deles:

Produtos ou Serviços Peso no IPCA (%)
Alimentos e bebidas em geral 19,3%
Moradia e Habitação 15,6%
Artigos de residências 3,8%
Roupas e peças de vestuário 4,6%
Transportes 20,6%
Saúde e cuidados pessoais 13,5%
Educação 6,1%
Despesas pessoais 10,7%
Comunicação 5,7%

Com isso, o IBGE consegue fechar os cálculos da sua pesquisa em relação aos preços praticados todo mês no Brasil.

Já na 2ª parte, esses preços são somados e formam o IPCA.

E tem mais um detalhe: cada região também tem um peso na hora do cálculo. Afinal, existem diferenças de local pra local, não é verdade?

Alguns lugares sofrem mais com o aumento do preço de combustíveis, outros, com o aumento dos alimentos, por exemplo.

Olha como é a diferença em relação às regiões metropolitanas do Brasil pro cálculo do IPCA:

Região Peso no IPCA (%)
São Paulo 32,3%
Belo Horizonte 9,7%
Rio de Janeiro 9,4%
Porto Alegre 8,6%
Curitiba 8,1%
Salvador 6,0%
Brasília 4,6%
Goiânia 4,2%
Recife 3,9%
Belém 3,9%
Fortaleza 3,2%
Vitória 1,9%
Campo Grande 1,6%
São Luís 1,6%
Aracaju 1,0%
Rio Branco 0,5%

Viu, só? São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro concentram mais da metade do peso na hora do cálculo, porque têm a maior parte da população.

Interessante, não é mesmo? 😊

E pra fechar com chave de ouro, vem entender a importância do IPCA na prática!

Qual a importância do IPCA?

O IPCA é muito importante, em especial por ser o índice oficial da inflação e um dos que mais mostram a mudança dos preços no Brasil.

Claro que outros índices, como a SELIC, o IGP-M e o INPC, também têm a sua relevância. Mas, o IPCA é um dos mais usados como base pra vários cálculos.

Outro ponto é que o Banco Central e o COPOM utilizam o IPCA como referência pra planejamento e atuação.

E, na advocacia, ele também tem muita aplicação prática.

Isso porque desde decisões judiciais até atualizações de valores em contratos aplicam o índice.

Alguns investimentos também usam o IPCA, por ele ser um indicador do estado da economia e da inflação.

Afinal, ele analisa todo mês os produtos e serviços mais comuns pros brasileiros, com uma lista sempre atualizada.

Então, além de ser um índice bem completo e atual, ainda leva em conta a realidade de consumo, com pesos diferentes nos produtos e nas regiões.

Conclusão

Os cálculos que envolvem o IPCA tiram o sono de muitos advogados. Mas, com o que você descobriu hoje, essas contas vão ser moleza!

Você ainda pode contar com a Tabela IPCA do CJ que, além de mostrar todos os índices mensais, disponibiliza a série histórica e os valores acumulados.

Tudo pra consultar de forma super rápida e deixar seus atendimentos muito mais práticos. Você vai ficar de queixo caído com o aumento da produtividade! 😲

E se você acha que já está ótimo, se segura porque tem mais! Olha só o que vem agora…

O CJ tem um software de cálculos de débitos judiciais que garante resultados completos, detalhados e na hora! Você atualiza qualquer débito judicial com muita tranquilidade!

Se ainda não usa o CJ, experimente agora e vem ver sua advocacia voar com tanta eficiência! 🚀

Gostou dessa tabela?

Para receber mais novidades como essa, basta deixar seu nome e e-mail pra gente.

⚠️ O Cálculo Jurídico é um software online de cálculos para advogados que querem faturar mais e ganhar tempo. A gente disponibiliza essas calculadoras grátis pra você fazer simulações e fisgar novos clientes.

Se você advoga, vai adorar saber que, no CJ, é possível fazer cálculos completos de atualização de débitos judiciais, com várias opções de juros, índices, parcelas e outras opções completas para escritórios profissionais.

O programa também oferece diversos cálculos cíveis, tributários, penais e previdenciários, além de cursos, modelos de petições e relatórios completos para anexar nas petições.

👉 Faça um teste agora e comece a focar nas partes do processo que vão te dar mais dinheiro.