Trabalhista

Como começar a advogar no Direito Trabalhista de forma rápida

Baixe o bônus do CJ

Escolher uma nova área pra atuar ou abraçar… Dói só de pensar!

Todo mundo que advoga já passou por isso ou passa se ainda não sabe por onde começar.

Eu mesma já vivi essa indecisão e hoje digo de boca cheia: se tem uma área que pode alavancar os lucros do seu escritório é a trabalhista.

Afinal, passivos trabalhistas não faltam no mercado brasileiro e jamais vão deixar de existir.

Sim, existem colegas que ainda acreditam que a Reforma Trabalhista acabou com essa área… Mas vai por mim, ledo engano!

E já que todo adv trabalha com provas, aqui não vai ser diferente.

Neste post vou te mostrar por A+B que o mercado trabalhista é muito lucrativo, ainda mais em 2022.

Ah, e se você já se decidiu pelo mundo maravilhoso do direito do trabalho, saiba que este post também é o melhor atalho pra começar na área trabalhista!

Olha só quantas coisas incríveis você vai descobrir aqui:

  • Uma visão geral de como está o mercado para o direito do trabalho
  • Porque essa área dá dinheiro
  • Quais são as possibilidades de atuação na área
  • Quais os principais pedidos em ações trabalhistas
  • Quais os temas que bombaram em 2020 e 2021 e ainda geram reflexos
  • Quanto tempo demora uma ação trabalhista
  • Como são os tribunais trabalhistas
  • E mais: quais são os segredos pra começar na Área Trabalhista.

Incrível, né? Então já favorite logo o Blog do CJ pra ter esse material a mão sempre que precisar consultar ;)

E pode apostar que, ao final desse post, você vai ter uma visão geral do Trabalhista nunca antes vista!

E mais! Também vai terminar com um passo a passo prático pra iniciar na área na frente de todo mundo.

Então bora começar?

O Direito trabalhista dá dinheiro?

Já vou direto pra cereja do bolo: descobrir se essa área dá dinheiro!

Bom, não importa o ano em que se está, você sempre vai escutar que o mercado jurídico está saturado.

Você acredita ou duvida disso?

Te confesso que sempre duvidei dessa afirmação…

Isso porque o Direito é muito amplo pra chegar ao ponto de saturar.

Hoje dá pra advogar não apenas em uma única área, mas em várias.

Inclusive, a pandemia demonstrou pra todo mundo o quanto pode ser perigoso ficar dependente de uma única área de atuação.

Verdade seja dita, diversificar serviços é uma forma de proteger o escritório, em especial, pra momentos de crise.

E se você pensa que precisa sair por aí em busca de diversas especializações em tudo que é área do direito, pare agora mesmo.

Apenas respire e separe um tempinho pra ler sobre os 5 serviços que vão multiplicar seu faturamento em 2022. Eu garanto que você vai voltar diferente depois dessa leitura.

Mas volta pra cá hein, pois a parte boa vai começar já já.

Pode confiar que o direito do trabalho dá dinheiro sim.

Afinal, o direito do trabalho sempre foi uma área de constantes atualizações.

Você sabia que, a cada 100.000 habitantes, 1.214 pessoas entraram com ações trabalhistas?👀

E já imaginava que, com o fim dos honorários sucumbenciais ao beneficiário da justiça gratuita, a demanda de ações a partir de 2022 promete bombar?

Pois é… E olha, além disso, ouso dizer que o Trabalhista é uma das áreas mais modernas e rápidas do mercado jurídico.

Hoje, por exemplo, se você quiser atuar 100% no modo digital, sem sair de casa, é possível!

Percebe como essa é uma mega oportunidade pra quem quer começar na área?

É por isso que eu digo e repito: demanda e novidades são o que não faltam no Trabalhista.

Até mesmo porque existem, pelo menos, 2 motivos que me dão essa certeza. São eles:

Motivo # 1 - Dados publicados na Análise Editorial mostram o mercado trabalhista em alta!

Não sei se você já ouviu falar, mas todo ano a Análise Editorial produz os anuários sobre a profissão do advogado e revela dados relevantes sobre o mercado jurídico em geral.

Em uma das pesquisas presentes nessa revista, por exemplo, os dados apontaram que a área trabalhista está com um alto volume de contratação de advogados.

Isso porque os reflexos que a pandemia causou no país estão cada vez mais evidentes e podem continuar ainda por um longo período.

Ah, e nesse mesmo anuário você também encontra dados de casos novos por atividade econômica.

Essas informações são uma mão na roda porque facilitam muito na hora de pensar na estratégia de marketing que você pode adotar no escritório.

Pra ficar mais fácil de entender, deixa eu te dar um exemplo…

Lá no anuário mostra que, em 2020, na Justiça do Trabalho, lideraram o ranking de atividades econômicas com maiores quantitativos de casos novos, esses setores:

  • Indústria
  • Serviços Diversos
  • Comércio

advocacia trabalhista como começar

Agora pensa comigo… Essa é ou não uma grande informação pra você saber onde focar o seu nicho de clientes?!

Então… E, além disso, você consegue ter acesso ao ranking dos maiores litigantes do TST, vê só:

Maiores litigantes - Direito do trabalho para iniciantes

E olha que isso são só 2 informações que extrai de lá pra você do ano 2020.

Sendo assim, já dá pra ter uma ideia de que os dados de 2021 vão ser avassaladores, não é mesmo?!

E é bem provável que em 2022 não vai ser diferente!

Mas não vou parar por aí… Segue comigo que agora você vai entender as outras razões dessa área ser tão lucrativa.

Motivo # 2 - Existem cada vez mais possibilidades de atuação na área trabalhista

Que o mercado no Direito do Trabalho está com a corda toda você já sabe…

Mas quais são as possibilidades pra atuar na área trabalhista?

Então… Como demonstrei antes, existem setores da economia em que você vai encontrar uma maior demanda de serviços, como na Indústria e no Comércio.

De qualquer maneira, o campo de atuação no Direito do Trabalho é grande e dinâmico. Afinal, você pode advogar pra:

  • empregado (reclamante)
  • empregador (reclamada)
  • sindicatos

Isso mesmo! Todos eles são seus potenciais clientes.

E mais! O mercado trabalhista permite que você exerça a profissão dentro de 2 grandes segmentos da área. São eles:

  1. Direito Individual
  2. Direito Coletivo

Pra facilitar, até trouxe bem explicadinho pra você o objetivo de cada uma destas 2 áreas de atuação:

Direito Individual: Relações Individuais de Trabalho

O direito individual é aquele que trata das relações entre empregados e empregadores individualmente.

É o segmento de maior atuação dos advogados trabalhistas, sendo possível a atuação em duas frentes:

1) Preventivo

  • Assessoria: análise de riscos dos processos trabalhistas, compliance, auditoria e treinamentos
  • Consultoria: pareceres a dúvidas trabalhistas

2) Consultivo

  • Administrativo: defesas e recursos administrativos (autos de infração, TAC, processos administrativos junto ao MPT, etc)
  • Judicial: representa empregados ou empregadores em ações trabalhistas

Mas fique de olho porque não acaba por aí…

Por isso, a minha dica aqui é separar um tempinho pra conhecer um vídeo bem didático e completo sobre as Perspectivas da Advocacia Trabalhista pra 2022:


Você vai se surpreender com a quantidade de novas frentes que estão surgindo no mercado trabalhista.

E olha só, tem o Direito Coletivo também…

Uma área bem envolvente e que tem bastante mercado, em especial depois que a Reforma Trabalhista colocou a nova regra que o acordado vale sobre o legislado.

Vamos nessa?

Direito Coletivo: Relações Coletivas de Trabalho

O direito coletivo trata das relações entre os grupos de trabalhadores, representados por sindicatos profissionais, e o grupo dos empregadores, representados pelos sindicatos patronais, onde os interesses são coletivos.

Aqui também é possível investir em duas frentes:

  • Sindical: em que você pode atuar tanto na mediação de acordos coletivos com os Sindicatos, como também nas Ações de Dissídio Coletivo.
  • Poder Público: que dá a possibilidade de trabalhar direto com o Ministério do Trabalho e Previdência, com acompanhamento de fiscalizações e realização de defesas e recursos contra autos de infração. Também é possível atuar em ações civis públicas propostas pelo Ministério Público do Trabalho.

Viu só como o mercado trabalhista é diverso e promissor financeiramente?

Você pode prestar assessoria jurídica em várias áreas da advocacia trabalhista.

Inclusive, naquele vídeo que indiquei sobre as Perspectivas para 2022 na Advocacia Trabalhista, a Dra. Rafaela Sionek dá dicas de ouro de como cobrar por assessoria jurídica.

Não deixe de conferir! Você vai ficar de boa aberta, acredite em mim!

Mas e aí, tudo certinho até aqui?

Então vamos conhecer um pouco de como é a estrutura dessa área, quais ações aparecem mais, quanto tempo demora um processo trabalhista e muito mais.

Afinal, se você quer começar a advogar no trabalhista, tem alguns detalhes que precisa conhecer a fundo.

Vem ver só.

Quais são os principais pedidos em ações trabalhistas?

Existem alguns pedidos que, faça chuva ou sol, sempre aparecem em ações trabalhistas.

Você tem ideia de quais são eles?

Aquela Análise Editorial que já comentei também faz esse tipo de pesquisa. E olha só a listinha dos pedidos campeões na Justiça do Trabalho:

Com quais serviços começar no Direito do Trabalho

Os seis primeiros são, nada mais, nada menos, que as verbas rescisórias, percebeu?

E o melhor é que, aqui no Blog do CJ, você encontra artigos completos e didáticos sobre cada uma dessas verbas pra dominar os temas como um passe de mágica!

Confira comigo:

  1. Aviso Prévio: O mais completo guia sobre o aviso-prévio + bônus
  2. FGTS: Seguro-Desemprego, salário-família e FGS: o que advs devem saber
  3. Férias: Cálculo de Férias: Impactos da Reforma Trabalhista e Como calcular as férias em diferentes unidades salariais
  4. 13º Salário: Tudo que você precisa saber pra orientar os clientes
  5. Saldo de Salário: Como calcular pra qualquer unidade salarial

Vai ser bem mais fácil começar no Trabalhista com tudo isso, não é mesmo?!

E olha, se ainda tiver dúvidas sobre as verbas devidas em cada modalidade de rescisão do contrato de trabalho, é só dar uma espiadinha no Guia Prático da Rescisão do Contrato de Trabalho para advogados.

Viu que demais já ter todo esse material em mãos e saber quais são os principais pedidos nas ações trabalhistas?

Comece por eles, vai devagar. Afinal, você não precisa dominar tudo pra dar o primeiro passo.

Ah, e não pense que eu esqueci do campeão dos campeões e o que mais gera retorno financeiro ao cliente e pra você: as horas extras.

É claro que eu não ia deixar você sem essa.

Depois de anos de prática e estudo, elaborei um passo a passo sobre a Jornada de Trabalho bem completinho.

Com ele, quem não é da área também vai conseguir tirar de letra esse conteúdo tão valioso.

A divisão está em etapas pra facilitar, olha só:

Acredite em mim… Com esse material, você vai ficar fera em horas extras!

Por exemplo, se ainda não conhece nada sobre o assunto e quer entrar de vez nessa área tão promissora, é só fazer a leitura na ordem indicada.

Mas se o que você quer é só dar um up nos estudos, basta ir direto pra etapa intermediária e avançada.

Seja como for, vai ser bem mais fácil dar o start na área trabalhista.

Pois é… Eu aposto que, com estas dicas, você vai sair na frente de vários colegas mesmo sem ter uma especialização em Direito do Trabalho.

Agora se é do seu interesse começar com algumas consultorias trabalhistas, dá só uma conferida rápida nos temas que a pandemia alavancou nos últimos dois anos.

3 temas que a Pandemia alavancou em 2020 e 2021

Prestar consultoria pode ser bem mais interessante do que você imagina.

Tem adv que fica com medo de começar, mas tudo na vida é prática, concorda comigo?

E tem mais! Existem livros, cursos, vídeos e uma infinidade de materiais maravilhosos pra te dar uma mãozinha com isso.

Só aqui no CJ, por exemplo, você vai encontrar:

  • Vídeos com dicas práticas sobre direito do trabalho
  • Modelos de petições trabalhistas (pra assinantes)
  • Ficha de entrevista trabalhista pra garantir um atendimento de primeira
  • Diversos conteúdos completos sobre direito e processo do trabalho
  • Materiais bônus, como: infográficos, e-books e podcasts que são o pulo do gato pra ter sucesso no dia a dia do escritório

Viu só que maravilha?

Com tudo isso, vai ser bem tranquilo navegar nos mares dos temas que estouraram no ano da pandemia e que continuam gerando reflexos.

E guarda essa dica que vou dar. São esses 3 temas que vão gerar mais consultorias no seu escritório e quem sabe até ações trabalhistas para os clientes.

Vem conferir!

1. Teletrabalho

Em 2020, uma pesquisa apontou que 46% das empresas adotaram o modelo home office por conta da pandemia.

E 67% delas tiveram muitas dificuldades pra iniciar esse novo modelo.

Isso quer dizer que, por muitos anos ainda, você vai ouvir falar sobre teletrabalho e ter diversas consultorias pra dar.

O bom é que você pode se preparar sem dores de cabeça com a ajuda desse artigo: Tudo que o advogado precisa saber sobre Teletrabalho.

Próximo tema!

2. Valorização de acordos individuais

Redução proporcional de jornadas e salários e a suspensão temporária do contrato de trabalho deram o que falar em 2020 e 2021, não é mesmo?!

Todo mundo ouviu alguma coisinha sobre isso, mesmo quem não é da área trabalhista.

E acredite, os reflexos rolam até hoje.

E sabe do melhor? Você pode entender tudinho que aconteceu e tirar de letra esses temas aí no seu escritório, com a ajuda desses dois post aqui:

Fica fácil com tudo em mãos, não é verdade?!

Mas tem mais, olha só!

3. Medidas provisórias pra enfrentar a pandemia

Pra arrematar os temas que estão em alta desde que a pandemia aconteceu, anota isso aí:

Férias antecipadas, banco de horas antecipado e outros assuntos sofreram flexibilizações jamais vistas no direito do trabalho.

Na verdade, são os temas que mais geram discussões no judiciário.

E olha, dá pra você não perder nadinha do que aconteceu, viu? É só dá uma espiada na Lei 13.979 e MP 927.

2020 e 2021: anos que mudaram a história do Direito do Trabalho

Pois é, ninguém duvida que os anos de 2020 e 2021 entraram pra história e continuam gerando efeitos significativos pra todo mundo.

Tanto é assim que, agora em 2022, o tema da vacinação obrigatória em ambiente de trabalho também traz grandes discussões e, por conta disso, muitos serviços pra quem advoga.

Com tanta coisa em mente, não dá nem pra acreditar que há quem diga que a reforma trabalhista acabou com esse ramo…

Afinal, já deu pra ver que isso é impossível, não é mesmo?!

O mercado trabalhista sempre vai estar em alta, não tem como negar.

Bom, mas me diz: tá tudo certo até aqui, né?!

Então, pra encerrar o panorama desse mercado, eu preciso te contar mais duas coisinhas.

Vem comigo.

Quanto tempo demora uma ação trabalhista?

Pergunta boa! Afinal, muitos clientes vão te fazer essa pergunta um milhão de vezes.

E sem delongas, o que dá pra responder é que o tempo médio entre o ajuizamento de uma ação e o seu encerramento é de:

  • TST: 12 meses
  • Tribunais Regionais do Trabalho: 10 a 12 meses
  • Varas do Trabalho: 26 meses (da fase de conhecimento até o final da execução)

Se for pra ilustrar o ano de 2020, por exemplo, a média de prazos dos processos trabalhistas é essa aqui:

Qual a média de tempo de um processo trabalhista?

E adianto que a realidade que quem advoga mais vai vivenciar é, sem dúvida, nas Varas do Trabalho.

Nesse caso, o prazo médio do ajuizamento da ação até a sentença é de 7 meses (fase de conhecimento).

Um bom prazo, não acha?!

Já o prazo médio do início até o fim da execução é de, mais ou menos, 2 anos e 7 meses (fase de execução), o que nem se compara com outras áreas do direito.

É uma justiça bem rápida e, por isso, o seu fluxo de caixa também vai ser 😍.

E olha, pra fechar de vez a visão geral da área trabalhista, veja como é estrutura dela e como funciona o processo na Justiça do Trabalho. Vamos lá!

Como são os tribunais trabalhistas?

A Justiça do Trabalho é formada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), por 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRT) e por Varas do Trabalho (VT).

E pra você logo se enturmar, veja quem compõem essas estruturas:

  • Os Juízes do Trabalho atuam nas Varas do Trabalho (VT) e formam a 1ª instância da Justiça do Trabalho
  • Os Desembargadores atuam dentro dos Tribunais Regionais do Trabalho (TRT´S) e representam a 2ª Instância da Justiça do Trabalho
  • Os Ministros atuam no Tribunal Superior do Trabalho (TST) que tem sua sede em Brasília-DF

Neste quadrinho fica até mais fácil de visualizar essas e outras informações, olha só:

Quais são os 24 Tribunais Regionais do Trabalho?

Observe que o estado de SP é o único que tem 2 tribunais:

  • TRT 15 (Campinas)
  • TRT 2 (São Paulo)

No mais, cada estado só tem um TRT mesmo.

Outra forma legal de ver como é o andamento do processo dentro da estrutura da Justiça do Trabalho, está aqui:

Como se organiza a competência na Justiça do Trabalho?

Ah, e como o trâmite das demandas individuais (entre empregados e empregadores) e demandas coletivas é diferente, vou explicar direitinho como funciona cada um pra você não se preocupar.

É bem interessante! Acompanha comigo junto com o quadro acima:

1. Trâmite das Demandas Individuais

Primeiro, a ação trabalhista é distribuída a uma Vara do Trabalho, onde existe um juiz pra analisar e julgar a ação.

Se não houver acordo entre as partes, o juiz do trabalho declara a sentença.

Da sentença, cabe recurso para o Tribunal Regional do Trabalho (2ª instância), que vai julgar ele em uma de suas Turmas.

No TRT, a decisão (sentença) passa a ser conhecida por acórdão.

E deste acórdão, cabe também recurso ao Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Detalhe: este é um recurso bem difícil de ser apreciado, já que nem todo tipo de assunto sobre até lá.

Esgotados todos os recursos possíveis, a última decisão transita em julgado (expressão usada pra uma decisão de que não se pode mais recorrer).

A decisão transitada em julgado se torna definitiva e irrecorrível.

Por fim, o processo volta pra Vara de origem, em que tem início uma nova fase: a execução.

Nessa fase são elaborados os cálculos, para que se pague o que é devido à parte vencedora.

Achou tranquilo? Então bora ver o próximo!

2. Trâmite das Demandas Coletivas

Agora você sabe que dissídios coletivos são ações que envolvem Sindicatos, Federações ou Confederações. Tudo em prol de seus respectivos filiados.

Os Dissídios Coletivos podem ter duas origens diversas, a depender do regulamento da empresa:

  1. TRT: quando o regulamento tiver observância em área territorial que não exceda a jurisdição do Tribunal Regional
  2. TST: quando o regulamento for de âmbito nacional

Caso o Dissídio Coletivo comece no TRT, o Presidente da Corte (ou seu Vice), tenta fazer diversas reuniões conciliatórias no primeiro momento.

Quando não há acordo, esse dissídio vai para o TST como Recurso Ordinário em Dissídio Coletivo.

Agora, caso Dissídio Coletivo seja instaurado direto no TST, sem conciliação, há um sorteio, que o leva a julgamento na Sessão Especializada em Dissídios Coletivos.

A decisão deste Dissídio pode ser estendida a todos os empregados da mesma categoria profissional, representada pelo sindicato autor.

Pra isso, só tem uma condição: a decisão deve ser compreendida na jurisdição do Tribunal.

Bem diferente do trâmite processual individual, não é mesmo?!

Mas e aí, foi tranquila essa parte?

Até agora, a ideia foi te passar uma noção melhor do mercado trabalhista, além de desmistificar muito do que se diz por aí.

Com isso em mente, chegou o momento que você esperava: descobrir os segredos pra começar na área trabalhista.

Aproveite, pois são dicas de ouro!

Os segredos de como começar na Área Trabalhista

Vejo muitos colegas advogados com medo de advogar em outras áreas.

As desculpas são tantas antes de entrar ou se permitir tentar, que lá se vão os clientes e excelentes oportunidades de crescimento.

O mais interessante é que eles nem percebem que o processo pra começar a advogar é bem mais rápido do que aprender a dirigir, por exemplo. hehe…

Claro, existem alguns segredos…

Mas a ótima notícia é que você está prestes a conhecer esses segredos que vão te ajudar a advogar na área trabalhista ou em qualquer outra área que desejar:

Segredo # 01 - Se jogar sem medo!

É natural ter medo de começar a advogar ou iniciar em uma nova área que você não tem tanta experiência.

Eu mesma já passei por isso.

E é por esse motivo que resolvi preparar esse post: pra desmistificar o que dizem por aí.

Não sei se te contei, mas sou advogada trabalhista com mais de 12 anos de experiência.

Amo de paixão o direito do trabalho, mas também advogo no cível, no tributário, no previdenciário e onde mais me permitir. Quem acompanha o blog aqui sabe ;)

É por isso que te digo: vale muito a pena diversificar, você só precisa se jogar sem medo!

E se você adora uma história de vencer o medo, não deixe de ler o caso da Gabi. É muito legal ver como ela conseguir romper essa barreira e advogar em outra área.

Com toda certeza é necessário dedicar algumas horas, mas a adaptação no Direito sempre é muito rápida.

Isso mesmo! O salto de conhecimento que é preciso pra incorporar uma ação nos serviços do escritório não é muito grande.

Na verdade, é um salto que pode ser bem simples quando você conta com o apoio de materiais excelentes de Direito, como os artigos do Blog do CJ.

Inclusive, nesse sentido, separei alguns posts pra você começar a trilhar o caminho do sucesso na área trabalhista. Olha só:

AUDIÊNCIA

CÁLCULOS

DIREITO DO TRABALHO

É uma listinha grande e muito valiosa, não é mesmo?

Veja que eu não coloquei tudo: já fiz uma curadoria pra indicar os temas mais importantes pra você começar.

O restante deixa que o tempo e a experiência trazem, confia em mim.

E, pra fechar com chave de ouro, vou resumir pra você o segredo número um em poucas palavras:

  • Se jogar e não ter medo
  • Conhecer os principais temas de direito do trabalho, como na listinha acima
  • Estudar as principais verbas trabalhistas mais comuns nas reclamações, conforme separei na listinha
  • Ler as dicas práticas sobre a audiência trabalhista

Ah, e se você ama vídeos e cursos, não deixe de seguir o CJ no Youtube e no Instagram.

Lá você encontra vídeos incríveis de diversas áreas e, toda semana, lives com convidados super especiais pra trazer dicas práticas pra alavancar o crescimento do seu escritório.

E lembre: é só respirar e se jogar joga que vai dar certo!

Se precisar de mais alguma ajuda, me conta nos comentários que vai ser um prazer te orientar nessa jornada.

Mas e aí, bora conhecer o segredo número dois?

Segredo # 02 - Ter e escolher boas ferramentas de trabalho!

O segredo número dois é bem simples: contar com boas ferramentas de trabalho!

Isso aumenta a sua produtividade e poupa muito o seu tempo pra que possa captar novos clientes.

Juro, você não tem ideia o quanto uma boa ferramenta pode mudar sua forma de advogar.

E é pensando nisso que indico, pelo menos, essas 4 pro seu escritório:

  • Software de Cálculo Trabalhista
  • Calculadoras Trabalhistas Gratuitas
  • Ficha de Entrevista Trabalhista
  • Modelos de Petições Trabalhistas

Vamos falar mais sobre cada uma delas?

Software de Cálculo Trabalhista: essencial para o dia a dia!

Dominar os cálculos trabalhistas faz parte da rotina de quem quer advogar nessa área.

A exigência de liquidar os pedidos vem desde 2017, o que foi muito bom pra impedir aquelas reclamações trabalhistas com valores absurdos.

Mas daí surge outra dúvida: Ana Paula, preciso mesmo liquidar todos os pedidos?

Calma, não é bem assim.

Pra conferir tudo sobre o tema, vale muito a pena dar uma lidinha nesse artigo aqui: como liquidar uma inicial trabalhista. Ele está recheado de dicas práticas e é vital pra quem começar.

E a cereja do bolo: pra poupar o seu tempo e ter tranquilidade nos cálculos, opte por um software que facilite a sua vida ao invés de complicar hein.

Por sorte, o CJ tem um cálculo só de jornada que vai te ajudar a garantir um dos principais pedidos que mais aparecem na Justiça do Trabalho.

E mais! No programa você ainda tem acesso a um cálculo rápido de apuração de ponto.

Alerta spoiler: Em breve, você vai poder aproveitar o cálculo completo das principais verbas trabalhistas como você nunca viu!

Assim, com a ajuda dos cálculos do CJ e do suporte em tempo real, não vai ter mais segredo nenhum pra você apurar a quantidade de horas do cliente.

E você leu bem o que eu disse: suporte em tempo real! No CJ, você tem um time de especialistas prontinhos pra tirar qualquer dúvida que você tenha em relação ao programa.

Pode esquecer o que você passa com o PJeCalc! hehe.

Tenho certeza que vai amar! Então já aproveita e faça hoje mesmo um teste no programa.

Ah, e se por qualquer motivo você resolver cancelar sua assinatura dentro dos primeiros 15 dias, o CJ estorna todo seu dinheiro de volta sem fazer perguntas.

Incrível, né?! É facilidade demais!

E olha que não para por aí não, viu? O CJ quer facilitar ainda mais a sua vida!

E é por isso que você já pode experimentar a próxima ferramenta!.

Calculadoras Trabalhistas: online e gratuita!

O que acha de dar uma previsão rápida para o cliente, durante a entrevista, de quanto ele pode vir a ter direito?

E mais… Fazer quantas simulações forem preciso?

Seria incrível, não é mesmo?!

Então pode comemorar porque com a ajuda do CJ, isso é possível!

É que o CJ disponibiliza 6 calculadoras trabalhistas online e grátis. São elas:

Essas ferramentas são uma mão na roda na hora de fazer a entrevista com o cliente, pode acreditar e usar à vontade.

Ah, e sabe o que do melhor? Dá pra acessar direto do seu celular, o que é perfeito pra aqueles momentos de negociação de acordo antes da audiência!

Eu uso demais na hora de negociar os acordos!

Bom, e não sei se você já percebeu, mas o CJ priorizou as calculadoras das verbas trabalhistas que mais lideram o ranking dos pedidos na Justiça do Trabalho.

E para o pedido campeão (horas extras), como comentei agora há pouco,você tem um software completinho pra apurar o cálculo em minutos.

Não é demais?! Depois que experimentar tudo isso, me conta nos comentários o que achou e quais outras calculadoras você gostaria de ver por aqui.

E pra te deixar com a faca e o queijo na mão pro Trabalhista, vem conferir a terceira ferramenta que separei pra você! Olha só que ouro!

Ficha de Entrevista Trabalhista: grande parte do sucesso da ação!

Por trás de toda ação de sucesso, sempre existe uma excelente entrevista prévia com o cliente!

Afinal, ninguém gosta de ter uma petição inicial indeferida por inépcia, não é mesmo?!

Pior ainda é, por não ter um roteiro organizado de entrevista, esquecer de algum documento importante ou de um pedido e, com isso, ganhar menos do que deveria.

A verdade é que tudo que você deixa de extrair da entrevista reflete direto no sucesso da ação do cliente e, por consequência, nos seus honorários.

É por isso que, nos seus atendimentos, não pode faltar uma das ferramentas jurídicas que considero mais importante pra uma ação: a ficha de entrevista trabalhista!

Essa ficha vai te ajudar a:

  • Descobrir oportunidades para ganhar mais dinheiro para você e seu cliente
  • Evitar o retrabalho fazendo as perguntas certas logo no começo

E sabe o que é melhor ainda?

Essa ficha está disponível pra você baixar agora mesmo, além de ser 100% customizável pra identidade visual ficar com a carinha do seu escritório.

Por fim, se você ainda não tinha uma ferramenta como essa e quer aprender a usar, é só dar uma espiadinha nesse vídeo aqui:


Nele, eu conto em detalhes todo o passo a passo do uso da ficha e ainda mostro umas dicas extras pra hora da entrevista.

E pra arrematar, ultima ferramenta. Vamos lá?

Modelos de Petições Trabalhistas: todo mundo ama!

Ter modelinhos de petições bem estruturados e com fundamentação é bom demais, não é mesmo?!

Otimiza um tempo danado e com isso você consegue focar só naquilo que importa pra ação.

E aqui trago duas ótimas notícias:

  1. O CJ conta com um banco enorme de modelos de petições e de diversas áreas (trabalhistas, cíveis, previdenciárias, tributárias e muitas outras)
  2. Os relatórios de boa parte dos cálculos possuem imagens e gráficos que facilitam a compreensão dos cálculos

E aqui vai um segredinho que faz toda a diferença na sua advocacia.

Já ouviu falar de Visual Law?

Se não, já te dou uma palhinha: é uma tendência que veio pra ficar na Advocacia e que pode facilitar muito o seu trabalho na hora de peticionar.

Então fique de olho e buque usar e abusar dessa tendência em suas petições.

Com modelos já bem estruturados e gráficos ilustrativos, não tem quem não brilhe os olhos por um trabalho desses.

Lembre que a receita é simples: todo bom trabalho, gera excelentes resultados.

Conclusão

Esse é o momento certo pra atuar no Trabalhista e aqui você teve a prova disso!

Afinal, este post te mostrou que trabalhar e ter sucesso na área Trabalhista é bem simples e rápido.

Você descobriu ainda que esse é um campo do Direito perfeito pra diversificar a atuação do escritório e potencializar seus lucros.

E mais! Viu também::

  • Que mercado para o direito do trabalho está muito em alta
  • Que essa área dá dinheiro sim
  • Que existem muitas possibilidades de atuação na área e muita demanda, em especial agora em 2022
  • Quais são os principais pedidos em ações trabalhistas
  • Quais os temas que bombaram em 2020 e 2021 e que ainda geram reflexos
  • E muito mais!

Com essas informações em mãos, você está pertinho de iniciar sua promissora carreira na advocacia trabalhista com tranquilidade.

E sabe o melhor de tudo?

É que você ainda pode contar com várias ferramentas que facilitam o seu trabalho.

Com o CJ, por exemplo, é possível poupar horas com o uso do software para os cálculos e das calculadoras gratuitas nos atendimentos.

E por falar em atendimento, cá entre nós, o que é aquela Ficha de Entrevista Trabalhista que você conheceu por aqui? 😍

É perfeita pra não te deixar esquecer de nenhum pedido na hora de elaborar os cálculos. Se tem um roteiro melhor, eu desconheço.

Ah, e pra não esquecer, você também pode aumentar demais a sua produtividade com os vários cursos e modelos de petição de diversas áreas que o CJ oferece.

O melhor é que tudo, tudo mesmo você acessa com um plano só 💗!

Então aproveite pra testar agora e conhecer a plataforma que vai mudar a sua vida e carreira.

Bom, o papo foi maravilhoso, mas me despeço por aqui. Espero que tenha gostado!

Um abraço e até o próximo post!

Faça cálculos precisos em minutos

Assista cursos exclusivos

Acesse dezenas de modelos de petições
Cálculo Jurídico - múltiplos serviços Experimente o CJ

Cálculo Jurídico é o software de cálculos para advogados de sucesso. Ele acaba com a dor de cabeça dos cálculos. Assim você tem mais tempo para advogar e ganhar mais dinheiro, reconhecendo mais direitos dos seus clientes. Estamos desenvolvendo nosso software trabalhista. Clique aqui pra receber uma oferta especial de lançamento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário aqui embaixo, vou adorar saber o que você achou!